Plantão Policial

Em Goiás, PM realiza prisão de vizinho suspeito de atear fogo no outro após briga por causa de entulho na porta de casa

Conforme informações, a vítima encontra-se em estado grave na UTI.

Publicados

Em Goiás, PM realiza prisão de vizinho suspeito de atear fogo no outro após briga por causa de entulho na porta de casa. Foto: PM

Um homem de 38 anos foi preso em flagrante na sexta-feira (24), pela Polícia Militar (PM) no Residencial Rio Jordão, em Goiânia. Ele é suspeito de ter ateado fogo no seu vizinho de 48 anos.

Conforme testemunhas, a briga teria começado quando o suspeito se irritou ao ver entulhos na porta da sua residência, logo presumiu que seu vizinho jogou o lixo na sua porta e foi tirar satisfação.

De acordo com a PM, o suspeito chegou a jogar combustível na vítima e ateou fogo, causando graves queimaduras em várias regiões do corpo.

A PM foi acionada e conseguiu localizar o suspeito, que foi preso e encaminhado à Central de Flagrantes da Polícia Civil. Agora ele se encontra preso à disposição do Poder Judiciário e poderá responder pelo crime de tentativa de homicídio.

A vítima foi socorrida e recebeu atendimento médico e atualmente encontra-se em estado grave na Unidade de Tratamento Intensiva (UTI). Os nomes dos envolvidos não foram divulgados.

Leia Também:  Compras e pagamentos de contas com Pix batem recorde em março

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

Tesoureiro de banco é suspeito de desviar R$ 3,5 milhões para jogos virtuais

O BRB realizou denúncia após perceber irregularidades contábeis em uma das agências do DF.

Publicados

em

Um tesoureiro de uma agência do Banco de Brasília S.A. (BRB) é alvo de uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal (PC-DF) por suspeita de desviar R$ 3,5 milhões para jogos de apostas virtuais.

Conforme informações, o BRB realizou a denúncia após perceber irregularidades contábeis em uma das agências do Distrito Federal. A PC-DF deflagrou a operação com mandados de busca e apreensão, além do bloqueio de valores das contas do investigado.

O suspeito retirava o dinheiro e depositava em sua conta pessoal e por ter acesso ao cofre e saber das operações de caixa, ele falsificava documentos para esconder os desvios da tesouraria.

O homem usava o dinheiro para jogos de apostas virtuais, indicou a investigação. A PC-DF ainda apura se outros servidores estiveram envolvidos no esquema.

Houve o bloqueio de R$ 3,5 milhões e a investigação ainda conseguiu o bloqueio judicial de valores na conta corrente, ativos financeiros, investimentos e seguros de vida no nome do servidor até o montante supostamente desviado.

Leia Também:  Em Rialma, GPT realiza prisão de duas pessoas suspeitas de tráfico de drogas

O homem que não teve o nome divulgado é investigado por peculato e lavagem de dinheiro e as penas podem chegar a 22 anos de prisão.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA