Pandemia

Em Goiás, três regiões deixam zona vermelha no mapa de risco; Regional São Patrício I teve piora

Regional São Patrício I (Ceres), que estava em situação crítica e agora está marcada em vermelho.

Publicados

A atualização do mapa de risco da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO) desta sexta-feira (30), tirou três regiões da zona vermelha. As regionais Nordeste I (Campos Belos), Entorno Norte (Formosa) e Estrada de Ferro (Catalão) não estão mais em situação de calamidade, conforme os critérios da pasta.

Agora, são sete regiões no pior cenário da epidemia de covid-19 em Goiás, conforme a SES-GO. Na semana passada, eram nove. Quem teve piora foi a regional São Patrício I (Ceres), que estava em situação crítica e agora está marcada em vermelho.

Seguem por mais uma semana em calamidade: Rio Vermelho (Itaberaí), Oeste I (Iporá), Oeste II (São Luís de Montes Belos), São Patrício II (Goianésia), Sudoeste II (Jataí) e Sul (Itumbiara).

Há oito regiões no cenário laranja, o intermediário. Além da Nordeste I e Estrada de Ferro, que evoluíram de calamidade para crítica, também estão nessa situação a Nordeste II (Posse), Central (Goiânia), Centro-Sul (Aparecida de Goiânia) e Sudoeste I (Rio Verde), que mantiveram o status.

As regiões Pireneus (Anápolis) e Serra da Mesa (Uruaçu) antes estavam em alerta e agora regrediram para a cor laranja.

Leia Também:  Assessora parlamentar na Alego morre por complicações da Covid-19 aos 33 anos

No amarelo, há apenas três regionais, como na semana passada. Tratam-se da Entorno Norte (Formosa), antes em calamidade; Entorno Sul (Luziânia), na semana passada no cenário crítico; e Norte (Porangatu), que manteve o status.

 

Veja os índices Re de cada região

Central: 1,19
Centro-Sul: 1,73
Entorno Norte: 1,38
Entorno Sul: 1,41
Estrada de Ferro: 1,52
Nordeste I: 1,02
Nordeste II: 1,54
Norte: 0,53
Oeste I: 1,72
Oeste II: 1,43
Pireneus: 1,16
Rio Vermelho: 1,31
São Patrício I: 1,58
São Patrício II: 1,38
Serra da Mesa: 1,19
Sudoeste I: 0,95
Sudoeste II: 1,26
Sul: 1,55

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

PRF alerta motoristas sobre perigos das queimadas às margens das rodovias

Fumaça causada pelo fogo prejudica visibilidade em estradas; PRF orienta reduzir velocidade em trechos próximos a chamas.

Publicados

em

A fumaça além de causar problemas à saúde, aumenta o risco de acidentes em rodovias pelo país. E para evitar acidentes provocados pela restrição à visibilidade, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) dá dicas a motoristas que vão enfrentar estradas em áreas de incêndios.

A principal dica é redobrar a atenção nesses trechos de fumaça e reduzir a velocidade. Ao se deparar com um incêndio, o motorista deve entrar em contato com o 191 e notificar a PRF que avaliará a situação, inclusive interditando a pista, se necessário

Um recorte feito pela PRF dos meses de seca em Goiás mostra que, de junho a outubro, nos últimos quatro anos foram registrados 60 acidentes causados por restrição de visibilidade, sendo que 19 deles deixaram pessoas com ferimentos. Nove pessoas morreram nesses acidentes e 62 ficaram feridas.

Confira as orientações da PRF:

– Diminua a velocidade do veículo, mas sem fracas bruscas;

– Mantenha sempre uma distância segura do veículo à frente;

– Sinaliza todos os movimentos que fizer utilizando as setas indicativas;

Leia Também:  Em Ceres, mãe recebe notícia que filho faleceu, passa mal e vem a óbito

– Nunca pare na pista;

– Se precisar parar, o certo é parar fora da rodovia e manter o farol baixo ligado; e

– Acione o sistema de ventilação interna do veículo.

Para evitar os focos de incêndio às margens das rodovias, o bom comportamento dos usuários e de moradores de áreas lindeiras à rodovia é fundamental. Por isso, a orientação é não jogar bitucas de cigarro ou lixo na pista ou faixa de domínio, não queimar lixo e nem fazer fogueiras. Em caso de flagrar pessoa atando fogo na mata, denuncie imediatamente à polícia, pois configura crime passível de prisão e multa.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA