Evento de ópera celebra cultura italiana no Theatro Municipal de SP

Publicados

O Theatro Municipal de São Paulo receberá, no próximo domingo (16), o evento Gala Rossini, que celebra a herança cultural italiana e homenageia a cidade de Pesaro, onde nasceu o compositor italiano Gioachino Rossini. Ele ganhou fama por suas óperas, sendo O Barbeiro de Sevilha uma das mais conhecidas.

Serão executadas aberturas e árias de óperas famosas do compositor, como Guilherme Tell e Trancredi, além de O Barbeiro de Sevilha. Os ingressos são gratuitos e estão disponíveis para distribuição no site do teatro.

Em 2024, Pesaro foi escolhida como a Capital Italiana da Cultura pelo governo da Itália como forma de promover o turismo e a agenda cultural local. A ópera, em palco paulistano, destaca a importância da cidade na história da música clássica e sua contribuição ao patrimônio cultural italiano, além de sua associação com Rossini.

Promovido pelo Consulado-Geral da Itália em São Paulo e pelo Instituto Italiano de Cultura de São Paulo, o evento tem o objetivo de promover a música e a cultura italiana na capital paulista. Os organizadores ressaltam que a cidade é a que abriga mais cidadãos italianos fora da Itália.

Leia Também:  Moradores são comunicados de remoção e escolhem moradias nesta semana

“É uma honra para nós poder realizar um evento como a Gala Rossini, no palco do Theatro Municipal, neste ano em que celebramos o 150º aniversário da imigração italiana no Brasil. Aproveitamos a ocasião para homenagear Pesaro, cidade de Rossini, e para aproximar a música lírica italiana, com artistas que trouxemos da Itália, ao público de São Paulo, em um evento gratuito e aberto a todos”, celebrou o cônsul-geral da Itália em São Paulo, Domenico Fornara.

O espetáculo contará com performances dos cantores líricos italianos Martina Russomano, Chiara Tirotta, Giuseppe Toia, Pietro Adaini, todos formados na Academia Rossiniana de Pesaro, com acompanhamento ao piano de Daniel Gonçalves. A direção artística é de Ernesto Palacio.

O evento será no domingo, às 18h, com duração aproximada de 90 minutos e classificação livre para todos os públicos. Além dos ingressos disponíveis no site do Theatro Municipal, haverá distribuição presencial de cota reduzida de ingressos, no dia do evento, duas horas antes do início do espetáculo, na bilheteria.

Leia Também:  Desestatização de visitações de parques tem adesão de seis estados

Fonte: EBC GERAL

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Governo anunciará medidas para o setor audiovisual brasileiro

Publicados

em

O governo federal anunciará nesta quarta-feira (19) novas medidas de estímulo ao setor audiovisual. O anúncio será feito pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante cerimônia de comemoração dos 126 anos do cinema brasileiro, data alusiva ao dia 19 de junho de 1898, quando o italiano radicado no Brasil, Afonso Segreto, registrou as primeiras imagens cinematográficas no país.

Segundo nota divulgada pela Presidência da República, os investimentos celebram “a consolidação de políticas culturais de incentivo, fomento e valorização dos filmes produzidos no país. É também uma oportunidade de reconhecer o talento dos profissionais da indústria, além de evidenciar o cinema como importante expressão artístico-cultural”.

No ano passado, das 415 estreias de longas metragens em cinemas do país, 161 eram produções nacionais. Apesar disso, em termos de público, os filmes brasileiros atraíram apenas 3,6 milhões de pessoas, ou seja, apenas 3,2% do total, segundo dados da Agência Nacional do Cinema (Ancine), divulgados pelo Ministério da Cultura.

Leia Também:  Avião cai no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte

Investimentos

A previsão é que o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) invista R$ 1,6 bilhão para a produção de filmes e séries brasileiras neste ano, um valor recorde, segundo o Ministério da Cultura, e 23% superior ao registrado em 2023 (R$ 1,3 bilhão).

Entre as ações em andamento, o ministério destaca o investimento em coproduções internacionais, no valor de R$ 200 milhões. O segmento recebeu 476 projetos de 47 países.

Também estão aprovados R$ 400 milhões para crédito para projetos de infraestrutura, principalmente focados na expansão da rede de cinemas fora do eixo Rio/São Paulo.

De acordo com o ministério, desde 2023 já foram investidos R$ 6,1 milhões em cerca de 100 projetos de produção de curtas-metragens e para intercâmbio de profissionais no exterior, a partir de seis chamadas públicas da Secretaria do Audiovisual.

Através da Lei Rouanet, houve captação de R$ 146,6 milhões para projetos audiovisuais em 2023 e 2024.

Fonte: EBC GERAL

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA