Plantão Policial

Homem é preso suspeito de atropelar e matar mulher em motocicleta; Assista

A delegada da PC, disse que o investigado ingeriu bebida alcóolica, entendendo que ele assumiu o risco de provocar o acidente.

Publicados

Homem é preso suspeito de atropelar e matar mulher em motocicleta. Foto: Captura do Vídeo

Um motorista que não teve a identidade divulgada é suspeito de atropelar e matar uma mulher de 22 anos e deixar o companheiro dela de 25 anos, com lesões graves. Ele foi preso nesta sexta-feira (24) em Aparecida de Goiânia. Conforme a Polícia Civil (PC), antes do acidente o motorista consumiu bebidas alcóolicas em uma distribuidora.

As imagens de câmeras de segurança mostram quando o casal está trafegando em uma motocicleta e é surpreendido pelo veículo que acerta eles de frente. Em decorrência do impacto, a moto é arremessada a vários metros de distância e o casal fica caído no chão. Através de outra câmera que também registrou o acidente, é possível visualizar o homem e a mulher no asfalto. Eles parecem não conseguir se mexer.

A delegada da PC, Luiza Veneranda, que investiga o caso, disse que em 31 de março o suspeito de 52 anos saiu de uma distribuidora de bebidas, dirigiu na contramão e, em alta velocidade, provocou o acidente que matou Hester Valéria Pereira Dutra.

Leia Também:  Jaraguá: Comerciante é alvejado com disparos em tentativa de homicídio

“Acabou provocando um acidente que ocasionou no falecimento da vítima Hesther, de 22 anos, bem como nas lesões corporais gravíssimas do seu companheiro”, disse a delegada.

A delegada disse também que no curso das investigações a PC descobriu que o motorista faz uso de remédios controlados que não poderiam ser misturados com bebida alcóolica. Segundo a PC, o motorista investigado não prestou socorro às vítimas e saiu do local do acidente. O homem Ele é portador de epilepsia.

“A partir desses elementos eu representei pela prisão desse investigado por entender que agiu em dolo eventual, ou seja, ele assumiu o risco de provocar o evento doloso”, disse Luiza.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

PC realiza operação contra grupo suspeito de falsificar documentos para pagamentos judiciais de mais de R$ 30 milhões; Assista

Conforme a PC, estão sendo cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão em Goiás e em outros cinco estados da federação.

Publicados

em

PC realiza operação contra grupo suspeito de falsificar documentos para pagamentos judiciais de mais de R$ 30 milhões. Foto: PC

Na manhã desta quarta-feira (19), a Polícia Civil (PC) está cumprindo 33 mandados de prisão e 35 de busca e apreensão contra um grupo suspeito de aplicar golpes contra a administração pública, envolvendo o levantamento de alvarás de pagamentos judiciais fraudulentos. O prejuízo, segundo as investigações da PC é de R$ 31,8 milhões.

No estado de Goiás, estão sendo cumpridos mandados em Goiânia, Trindade, Aparecida, Anápolis e Anicuns. Há ainda cumprimentos nos estados da Bahia, Rio de Janeiro, Tocantins, Maranhão e Pará.

Primeira fase da operação

Na primeira fase da operação denominada “Alvará Criminoso”, que foi deflagrada em novembro de 2022, a PC já havia cumprido 27 mandados de busca e apreensão e 12 mandados de prisão preventiva. Na ocasião, os investigadores apuraram que o grupo tinha como modo de agir a falsificação de alvarás judiciais.

Leia Também:  Jaraguá: Comerciante é alvejado com disparos em tentativa de homicídio

Conforme a PC, advogados cediam acesso ao sistema do Tribunal de Justiça e assinavam os documentos como se fossem juízes. Com os alvarás fraudulentos em mãos, outros integrantes do grupo levantavam os respectivos valores que se encontravam depositados nas contas judiciais.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA