Educação

Investimentos em reformas e equipamentos chegam às 1.012 escolas estaduais de Goiás

Governo estadual investe R$ 760 milhões e cumpre 100% da meta de modernizar todas as unidades escolares. Com isso, atende ao padrão de qualidade previsto no Programa Goiás de Resultados, coordenado pela Vice-Governadoria.

Publicados

Investimentos começaram a ser feitos ainda no primeiro ano da gestão, por meio dos programas Reformar e Equipar

O Governo de Goiás cumpriu 100% da meta de reformar e modernizar as 1.012 unidades escolares da rede estadual de ensino. Os recursos para as obras e aquisição de equipamentos foram investidos ao longo da atual gestão e totalizam mais de R$ 760 milhões.

A meta estratégia estava prevista na diretriz estruturante do Goiás da Educação Plena, ação que se insere no Programa Goiás de Resultados (GR), coordenado pela Vice-Governadoria, que gerencia e dá suporte aos órgãos do governo estadual para concretizar os objetivos do programa.

Os recursos investidos nas instituições de ensino são dos programas Reformar e Equipar, da Secretaria de Estado da Educação (Seduc). “Essa entrega é uma das mais significativas das aproximadamente 3 mil realizadas pelo Goiás de Resultados, porque a educação é a chave para que se concretizem todas as demais ações. É a base de tudo”, diz o vice-governador e coordenador do GR, Lincoln Tejota.

Melhorias garantem dignidade

Garantir uma boa estrutura para que os estudantes e servidores da rede escolar estadual tenham dignidade é uma das condições para melhorar a proficiência dos estudantes e é o desafio da meta relacionada à estrutura física das unidades escolares. “Vários estudos mostram o quanto a qualidade do ambiente escolar tem influência direta no desempenho dos estudantes”, pondera Lincoln Tejota.

Leia Também:  Governo de Goiás lança projeto para incentivar doações de livros

“A missão que recebi do governador Ronaldo Caiado foi de coordenar os esforços, por meio do GR, para melhorarmos a estrutura das nossas escolas, com ampliações, reformas e aquisições para proporcionar mais comodidade e segurança para toda a comunidade escolar, e assim foi feito”, avalia o vice-governador.

Os investimentos começaram a ser feitos ainda no primeiro ano da gestão, apesar da situação de calamidade financeira na qual foi encontrado o estado. O programa Reformar 1 destinou, no final de 2019, entre R$ 5 mil e R$ 33 mil a cada unidade escolar, para investir prioritariamente na parte elétrica e na pintura, que eram as necessidades mais urgentes na época. Depois, vieram os programas Reformar 2 e 3, com um volume maior de recursos.

Reformar e Equipar

Por meio do Reformar 2, as unidades escolares receberam R$ 32 mil para execução de reformas de banheiros, refeitórios e cozinhas, totalizando um investimento de cerca de R$ 30 milhões. Já através do programa Reformar 3, cada escola recebeu R$ 100 mil para investir na instalação de poços artesianos, alcançando a soma de R$ 93,9 milhões investidos.

Paulatinamente, o programa Equipar 1 destinou R$ 157 mil para os Centros de Ensino em Período Integral, com um total investido de mais de R$ 157 milhões. Com o Equipar 2 foram destinados R$ 155 mil para as unidades escolares, totalizando R$ 145 milhões repassados.

Leia Também:  Educa Mais Brasil lança site que reúne conteúdos de estudo para o Enem

Nessa etapa, a Seduc orientou as instituições de ensino a destinarem os recursos para a implantação de energia solar fotovoltaica em suas dependências. Além disso, 40 Coordenações Regionais de Educação (CREs) receberam recursos para reforma e/ou ampliação.

Energia solar

A sustentabilidade também é contemplada no plano de investimentos em educação. O programa de energia solar contemplará também 51 escolas Padrão Século XXI, com investimentos da ordem de R$ 11 milhões. Cada unidade escolar receberá R$ 215 mil para execução e implantação do projeto, que busca reduzir o consumo de energia elétrica e garantir a autonomia energética das instituições de ensino.

Para estimular a prática de esportes e a integração dos estudantes de forma segura, 131 escolas receberam a implantação de quadra coberta e, ainda, outras 102 ganharam a cobertura das quadras existentes. O investimento já soma R$ 62,9 milhões.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EDUCAÇÃO

Jovem natural de Ceres se gradua em bacharelado em Inteligência Artificial pela UFG-GO

Heloisy sempre teve uma trajetória de sucesso desde o primeiro período, fechando semestre com nota 10 em todas as disciplinas. Ela também logo no início já foi contemplada com Intercâmbio na China e viagem para o Canadá.

Publicados

em

Heloisy Pereira Rodrigues, nascida em Ceres no Vale do São Patrício. Fotos: Arquivo Pessoal/Maria Sïlvã

A jovem Heloisy Pereira Rodrigues, nascida em Ceres no Vale do São Patrício e estudou no Colégio Imaculada Conceição e Colégio Solar, finalizando seu ensino médio no Colégio Medicina em Goiânia, fechou mais um ciclo Graduada em Bacharelado em Inteligência Artificial pela UFG-GO.

Heloisy sempre teve uma trajetória de sucesso desde o primeiro período, fechando semestre com nota 10 em todas as disciplinas. Ela também logo no início já foi contemplada com Intercâmbio na China e viagem para o Canadá.

Na época, foi uma benção tomar a decisão e ter coragem de se jogar no desconhecido, pois em 2020, em todo planeta vivíamos a pandemia da Covid-19, mas nada fez ela desistir e só deu mais gás pra continuar.

Heloisy fez uma trajetória aparada pelos professores, colegas, coordenador e da UFG.

Apenas conversando com Heloisy você vai descobrir e ter a oportunidade de compartilhar essa oportunidade para comunidade estudantil.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Autista se forma em medicina 20 anos após professora dizer que não seria alfabetizado
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA