Loteria

Itapaci: Apostador acerta cinco números na Mega-Sena e leva prêmio de 40 mil reais

Os números sorteados foram: 09 – 12 – 20 – 30 – 32 – 35. Previsão é que o próximo sorteio, marcado para quarta-feira (1º), a premiação seja de R$ 115 milhões.

Publicados

Em Goiás, quatro apostas fizeram a quina da Mega-Sena e vão levar mais de R$ 40 mil cada uma. Uma das apostas que cravaram os 5 números é de Itapaci no Vale do São Patrício e o vencedor fez a cartela na Lotérica Itapaci.

A sorte tem rondado o Vale do São Patrício, a duas semanas também houve um acertador da quina em Nova Glória, semana passada foi a vez de Rianápolis.

Ganhadores

Cinco pessoas que registraram o bilhete em Goiás, também ganharam 40 mil na Mega-Sena. Uma é de Catalão, Nerópolis e outra de Goiânia, registraram os números por meio de canal eletrônico. Na capital, outro ganhador fez a aposta na Teimosinha Loterias.

Ninguém levou a premiação principal do concurso 2559 da Mega-Sena sorteado neste sábado (28). No entanto, houve 163 apostas ganhadoras que acertaram cinco das seis dezenas sorteadas.

Os números sorteados foram: 09 – 12 – 20 – 30 – 32 – 35. Previsão é que o próximo sorteio, marcado para quarta-feira (1º), a premiação seja de R$ 115 milhões.

Leia Também:  Viaturas percorrem ruas de Ceres e Rialma com mensagem de alerta e pedido de colaboração; Vídeos

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

MJ transfere 23 presos de penitenciárias federais

Publicados

em

A Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, remanejou 23 detentos do sistema penitenciário federal, incluindo Fernandinho Beira-Mar, um dos líderes da facção criminosa Comando Vermelho (CV).

Segundo o ministério, a transferência de parte dos presos que cumprem pena em um dos cinco presídios de segurança máxima – Brasília, Campo Grande (MS), Catanduvas (PR), Mossoró (RN) e Porto Velho (RO) -, coordenados pela Senappen, é uma medida de segurança, realizada periodicamente.

“O remanejamento de presos no âmbito do sistema penitenciário federal é uma medida importante para seu perfeito funcionamento, pois visa impedir articulações das organizações criminosas dentro dos estabelecimentos de segurança máxima, além de enfraquecer e dificultar vínculos nas regiões onde se encontram as penitenciárias federais”, informou o Ministério da Justiça, em nota.

Os presos foram remanejados entres as penitenciárias federais entre a última sexta-feira (1º) e domingo (3). A medida, contudo, só foi divulgada hoje (4), sem mais detalhes. Por segurança, o ministério não informou quem são os demais presos transferidos, nem para quais unidades eles foram levados.

Leia Também:  Mega-Sena pode pagar hoje R$17 milhões a quem acertar as 6 dezenas

Beira-Mar

Beira-Mar, um dos transferidos, segundo o site G1, cumpria pena no presídio federal de Mossoró (RN), o mesmo de onde dois detentos fugiram em 14 de fevereiro deste ano. A fuga de Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento foi a primeira registrada no sistema penitenciário federal desde que ele foi criado, em 2006, para isolar lideranças de organizações criminosas e presos de alta periculosidade.

A unidade potiguar estava passando por uma reforma. Investigações preliminares indicam que Mendonça e Nascimento usaram ferramentas que encontraram largadas dentro do presídio para abrir o buraco por onde fugiram de suas celas individuais, no último dia 14. Além disso, já foram identificadas várias falhas nos equipamentos de segurança, como no sistema de monitoramento.

Um processo administrativo e um inquérito da Polícia Federal foram instaurados para apurar as circunstâncias e responsabilidades pela fuga.

Fonte: EBC GERAL

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA