Brasil

Justiça tenta bloquear R$ 1 milhão de Ronaldo Fenômeno, mas encontra apenas R$ 18 mil

O ex-jogador enfrenta processos por tentativa de proteção de bens em ação movida por fundo de investimentos.

Publicados

Ex-jogador de futebol e atual empresário Ronaldo Fenômeno. Foto: Reprodução

O ex-jogador de futebol e atual empresário Ronaldo Fenômeno está atualmente no centro de uma ação judicial movida por credores que o acusam de tentar salvaguardar seus ativos financeiros. Surpreendentemente, apenas uma quantia ínfima foi encontrada em suas contas bancárias, mesmo que sua fortuna seja estimada em cerca de R$ 1 bilhão, de acordo com fontes especializadas.

O ex-jogador acumulou sua riqueza não apenas como jogador, mas também no mundo dos negócios. No entanto, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) descobriu apenas R$ 18.497,66 nas contas do ex-jogador, em uma tentativa de bloquear R$ 1 milhão em ativos financeiros.

A ação judicial contra Ronaldo é movida por um fundo de investimentos em relação à LIV Drinks, uma empresa de bebidas saudáveis da qual o ex-jogador possui uma participação de 25%. O valor a ser cobrado é de R$ 640 mil, que é o resultado da atualização dos valores no processo, iniciado em 2018.

Leia Também:  Acidente na BR-414 deixa vítima fatal e Corpo de Bombeiros de Goianésia é acionado

O ex-jogador enfrentou uma série de derrotas no TJ-SP, incluindo uma decisão favorável ao fundo de investimentos para a cobrança da dívida. O desembargador Heraldo de Oliveira, relator do processo, destacou a “confusão patrimonial e o desvio de finalidade” das empresas como um meio de “evitar o cumprimento das obrigações assumidas pelos devedores”.

Após a condenação da LIV Drinks a pagar a dívida, a justiça ordenou o bloqueio das contas de Ronaldo e de outros sócios, no entanto, os valores encontrados foram extremamente baixos.

O bloqueio afetou quatro empresas ligadas a Ronaldo, bem como as contas vinculadas ao seu CPF. Nenhuma quantia foi encontrada nas contas das empresas, e o montante total bloqueado foi nas contas pessoais de Ronaldo.

O fundo de investimento que moveu a ação contra Ronaldo, seus sócios e empresas, renovou suas acusações de “proteção patrimonial”.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ENTRETENIMENTO

Mani Reggo fala sobre fama repentina e torcida por Davi Brito: ‘Foi muito genuíno’

Publicados

em

Na mesma proporção em que o favoritismo de Davi Brito crescia dentro do ‘BBB 24‘, as redes sociais de Mani Reggo também crescia do lado de fora do confinamento, isso porque, durante o período do programa, Mani e Davi mantinham um relacionamento e a empreendedora sempre fez questão de demonstrar apoio pelo namorado. Ainda que, depois de sair como campeão, Davi tenha colocado um ponto final na relação.

Em uma entrevista para o ‘Alô Alô Bahia‘, Mani desabafou sobre essa fama repentina e deu alguns detalhes sobre como se sente em relação à Davi: “No começo do programa foi tudo assustador” iniciou ela.

“É uma pessoa sair do anonimato e, de repente, todo mundo querendo saber quem é Mani Reggo, quem é a mulher mais velha [que namorava com Davi]. Tinha momentos que eu chorava muito, mas, ao decorrer do processo, eu fui tentando me adaptar“, contou ela.

Leia Também:  Arthur Picoli desabafa após ser ligado a estupro: "Não aguento mais"

Mani ainda deu detalhes sobre o relacionamento com o campeão: “Eu não me arrependo de nada que eu fiz. Tudo foi muito genuíno e verdadeiro da minha parte. Tudo que eu construí ao decorrer do programa foi para enaltecer uma relação, enaltecer uma pessoa. Eu não esperava nada disso [fama], pois eu continuava trabalhando. Iam atrás de mim na barraca para saber quem era Mani. Mas não me arrependo de nada. Tudo que você faz de bom para o outro diz muito de você“, concluiu.

Fonte: TOP FAMOSOS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA