Luto

Mulher que foi espancada por fisiculturista morre em UTI

Na segunda-feira (20), Igor passou por audiência de custódia e teve a prisão mantida. Com a morte da esposa, ele deve passar a responder por crime de feminicídio.

Publicados

Igor Porto Galvão e Marcela Luise de Sousa. Foto: Reprodução

Marcela Luise de Sousa Ferreira 31 anos, que ficou toda “quebrada”, mais de dez fraturas confirmadas, e seguia em coma com quadro clínico considerado gravíssimo na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Mônica, em Aparecida de Goiânia, após ser brutalmente espancada pelo marido, o fisiculturista e nutricionista Igor Porto Galvão, teve a morte cerebral confirmada na noite de segunda-feira (20), após 11 dias internada na unidade de saúde.

Dentre as lesões, a vítima sofreu traumatismo craniano em ambos os lados da cabeça, na base do crânio, fraturou a clavícula, oito costelas e teve várias escoriações pelo corpo.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde passou por um tomógrafo específico para que os peritos tenham uma análise mais apurada de todas as lesões. O exame poderá determinar, inclusive, quando as fraturas foram causadas, já que há desconfiança que Marcela estivesse sofrendo violência dentro de casa de forma recorrente.

Leia Também:  Coivd-19: Brasil tem 29,8 milhões de casos e 658,5 mil mortes

Na segunda-feira (20), Igor passou por audiência de custódia e teve a prisão mantida. Com a morte da esposa, ele deve passar a responder por crime de feminicídio.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Carreta bitrem perde compartimento de carga na BR-060; Assista

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) aguarda contato ou presença da empresa responsável, pois ainda não se sabe se o desacoplamento foi acidental ou devido a um problema mecânico.

Publicados

em

Carreta bitrem perde compartimento de carga na BR-060. Foto: PRF

Na manhã desta segunda-feira (17), uma carreta bitrem, carregada com sal, perdeu um dos compartimentos de carga no sentido Brasília-Anápolis.

O reboque se desacoplou e o condutor não percebeu a perda, seguindo viagem. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) aguarda contato ou presença da empresa responsável, pois ainda não se sabe se o desacoplamento foi acidental ou devido a um problema mecânico.

A preocupação principal da PRF é que o compartimento desacoplado, carregado com cerca de 25 toneladas, poderia ter causado uma tragédia se tivesse se soltado em uma baixada na rodovia BR-060.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Pabllo Vittar afirma que não limita sua sexualidade: 'Gosto de corpos'
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA