Novo Ford Territory é apresentado no Brasil e chega em breve

Publicados

Vendas do novo Ford Territory começam ainda este ano
Divulgação – Ford

Vendas do novo Ford Territory começam ainda este ano

O segundo semestre da Ford promete trazer duas novidades. A nova Ranger irá ganhar as versões mais simples, voltadas para o trabalho. Nesta quinta-feira (20) a marca também anunciou a chegada da nova geração do SUV Territory ao Brasil ainda este ano.

Revelado originalmente em 2018 , o Territory é um projeto desenvolvido pela filial chinesa da Ford em parceria com a fabricante local JMC. O modelo como conhecemos saiu de linha em 2022 no país asiático, sendo substituído pelo Equator Sport , que será chamado de Territory por aqui.

O visual do novo Territory é completamente diferente do antigo e não carrega nenhuma herança. Os faróis são completamente de LED e divididos em dois elementos. As peças superiores possuem desenho bem fino e são conectadas por uma barra cromada acima da grade. Na altura central do para-choque ficam os projetores dos faróis, uma tendência de design cada vez mais comum nos SUVs . A grade, por sua vez, apresenta detalhes cromados.

Ford Territory é batizado de Equator Sport na China
Divulgação – Ford

Ford Territory é batizado de Equator Sport na China

Leia Também:  Ferrari 296 GTB quebra a tradição com plug-in híbrido V6 turbo de 830 cv

A traseira ficou muito mais moderna e até denuncia o design chinês (o que não é ruim). As lanternas agora são mais finas e mais compridas e dão ao novo Territory uma sensação de ser um veículo maior do que parece ser . A novidade mede 4,63 metros de comprimento , 1,70 m de altura, 1,93 m de largura e 2,72 m de entre-eixos. Para comparação, o novo Territory é só 5 cm maior em comprimento, e 3 cm maior em altura que o modelo antigo.

Até o momento, a Ford só confirmou que o modelo será oferecido com “um motor Ecoboost mais potente”. Na Argentina, onde o Territory já é oferecido, o motor é 1.8 turbo de 185 cv e 32,6 kgfm de torque . O atual é 1.5 turbo e conta com apenas 150 cv e 22,9 kgfm de torque.

Ford Territory se destaca pela conectividade no interior
Divulgação – Ford

Ford Territory se destaca pela conectividade no interior

Internamente, o Territory segue apresentando um acabamento sofisticado, mas a conectividade a bordo agora é muito maior, se aproximando do oferecido pelos rivais. O painel de instrumentos é digital e possui 12 polegadas, mesmo tamanho da central multimídia. As telas são posicionadas lado a lado, dando a impressão de ser uma peça única.

Leia Também:  Honda Gold Wing vence novamente o Moto Premium 2021

A Ford ainda não divulgou preços, mas pelo porte, é de se esperar que o SUV seja concorrência do Jeep Compass . O Territory atual é oferecido por R$ 219.930 somente na versão Titanium, então é natural que a nova geração desembarque por um preço próximo.

Fonte: Carros

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Fomos à Serra Gaúcha conferir um Rally de motonetas clássicas

Publicados

em

Ainda bem cedo, os competidores se dirigem à largada. A temperatura esteve próxima do zero
Divulgação

Ainda bem cedo, os competidores se dirigem à largada. A temperatura esteve próxima do zero

Neste último fim de semana fui até o Rio Grande do Sul acompanhar a terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Rally de Regularidade Histórica , promovido pela Federação Brasileira de Veículos Antigos – FBVA. A etapa chama-se Rally dos Vinhedos e é organizada pelo Veteran Car Club dos Vinhedos , sediado no município de Bento Gonçalves , na Serra Gaúcha.

Só o fato de estar em uma região tão bela, tão bem dotada pela natureza, já vale qualquer dificuldade em chegar, visto que fica no extremo sul do país, região que é bem conhecida pelas baixas temperaturas , especialmente no inverno. Mas é justamente isso que faz do lugar um destino tão desejado.

O Rally dos Vinhedos está comemorando sua décima edição, reunindo 129 veículos antigos e clássicos para um passeio cronometrado pelas estradas da região, passando por municípios como Bento Gonçalves, Garibaldi, Carlos Barbosa, Pinto Bandeira e Santa Tereza. O mais interessante foi a participação de 13 intrépidos pilotos de motonetas clássicas , que enfrentaram a temperatura de quase zero grau no momento da largada.

As motonetas cruzaram alguns centros urbanos durante o percurso
Divulgação

As motonetas cruzaram alguns centros urbanos durante o percurso

Leia Também:  Veja 5 seminovos que preservam a imponência de carro novo

E mais, diferentemente dos automóveis, que têm um piloto e um navegador, que além de lhe fornecer a velocidade ideal para cada trecho também indica o caminho a ser seguido, no scooter o piloto faz sozinho todos os trabalhos.

Claro, sendo um rally de veículos antigos , essas motonetas, que atualmente são conhecidas por scooters , são de época, de um tempo quando ainda não tinham esse apelido.

Dos 13 participantes, 11 deles pilotavam Vespa nacionais dos anos 80, que eram fabricadas em Manaus, AM, pela Piaggio . Os outros dois pilotavam Lambretta Li 150 , fabricadas nos anos 60. Vespa e Lambretta eram (e são) eternos rivais nesse segmento dos veículos de duas rodas.

Um rally de regularidade , que também pode ser chamado de passeio cronometrado, avalia a capacidade do piloto em manter as médias de velocidade pré-estabelecidas, que figuram na planilha com o roteiro. Quanto mais próximo o tempo de passagem pelos vários pontos de controle distribuídos pelo percurso, menos pontos o participante perde. No final, quem perder menos pontos, de acordo com um regulamento complexo, vence a prova.

Leia Também:  Honda Gold Wing vence novamente o Moto Premium 2021

Entre as motonetas, o vencedor foi André Sain, de Bento Gonçalves, pilotando (e navegando) a Vespa PX 200 1986 de número 21. André teve 78 pontos perdidos nessa etapa.

O vencedor André Sain, com sua Vespa PX 200 1986
Divulgação

O vencedor André Sain, com sua Vespa PX 200 1986

Em segundo lugar chegou Daniel Orso, também de Bento Gonçalves, com a Vespa PX 200 Elestart 1987 de número 24, com 84 pontos perdidos. Em terceiro lugar ficou Rodrigo Nenini, de Garibaldi, com a Vespa PX 200 1986 de número 22, com 123 pontos perdidos.

Fonte: Carros

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA