operação “Shot Caller”

PC realiza em Ceres prisão de suspeito de integrar organização criminosa no DF

Após a captura, o indiciado que não teve o nome divulgado, foi submetido a relatório médico e recolhido na Unidade Prisional de Ceres, a disposição do Poder Judiciário.

Publicados

PC realiza em Ceres prisão de suspeito de integrar organização criminosa no DF. Foto: PC

Os policiais Civis do Estado de Goiás, através das delegacias de Carmo do Rio Verde e Rialma no Vale do São Patrício, após o compartilhamento de informações com a Polícia Civil do Distrito Federal (PC-DF), conseguiram realizar a prisão na tarde desta terça-feira (28), na cidade de Ceres, um indivíduo investigado por participar de uma grande organização criminosa no Distrito Federal (DF).

Assim, a PC-DF, através da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO), deflagrou a operação “Shot Caller” com o objetivo de cumprir à 57 mandados judiciais e, com isso, desmantelar uma facção criminosa atuante no Distrito Federal. Durante a operação, um investigado não foi localizado pelas equipes e, após o compartilhamento de informações com a 10ª Delegacia Regional da Polícia Civil de Ceres, o suspeito foi localizado e preso no centro da cidade de Ceres.

Após a captura, o indiciado que não teve o nome divulgado, foi submetido a relatório médico e recolhido na Unidade Prisional de Ceres, a disposição do Poder Judiciário.

Leia Também:  Em Goianésia, PC investiga pastor suspeito de dopar mulher

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

Tesoureiro de banco é suspeito de desviar R$ 3,5 milhões para jogos virtuais

O BRB realizou denúncia após perceber irregularidades contábeis em uma das agências do DF.

Publicados

em

Um tesoureiro de uma agência do Banco de Brasília S.A. (BRB) é alvo de uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal (PC-DF) por suspeita de desviar R$ 3,5 milhões para jogos de apostas virtuais.

Conforme informações, o BRB realizou a denúncia após perceber irregularidades contábeis em uma das agências do Distrito Federal. A PC-DF deflagrou a operação com mandados de busca e apreensão, além do bloqueio de valores das contas do investigado.

O suspeito retirava o dinheiro e depositava em sua conta pessoal e por ter acesso ao cofre e saber das operações de caixa, ele falsificava documentos para esconder os desvios da tesouraria.

O homem usava o dinheiro para jogos de apostas virtuais, indicou a investigação. A PC-DF ainda apura se outros servidores estiveram envolvidos no esquema.

Houve o bloqueio de R$ 3,5 milhões e a investigação ainda conseguiu o bloqueio judicial de valores na conta corrente, ativos financeiros, investimentos e seguros de vida no nome do servidor até o montante supostamente desviado.

Leia Também:  PC de Uruaçu realiza prisão do “Tarado do Voyage Prata” acusado de importunação sexual; Vídeos

O homem que não teve o nome divulgado é investigado por peculato e lavagem de dinheiro e as penas podem chegar a 22 anos de prisão.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA