Presídio de Anápolis é inaugurado nesta sexta-feira

Publicados


O governador Marconi Perillo e o vice José Eliton inauguraram nesta sexta-feira (16), o Presídio Estadual de Anápolis, investimento de R$ 19 milhões na obra física e mais R$ 6 milhões em equipamentos e manutenção. Os recursos são provenientes do Goiás na Frente, programa que está movimentando o maior volume de obras da história do Estado. “Esse presídio estadual vai melhorar ainda mais a segurança do Sistema Prisional Goiano e, principalmente, do povo de Goiás”, destacou Marconi.

“Nós estamos avançando 60 anos em um ano no Sistema Prisional Goiano”, sentenciou o procurador-geral de Justiça, Benedito Torres, que alegou participar de reuniões constantes com procuradores de todo o País, nas quais pode afirmar que “nenhum estado brasileiro está investindo como Goiás no Sistema Prisional, que será, com certeza, modelo para o restante do Brasil”.

As instalações seguem padrão internacional, com um total de 300 vagas, módulo de administração e completo ambulatório de saúde, cozinha e refeitório, e ainda sala de aula, pátio de sol, área para atendimento psicológico e espiritual, galpões e guaritas de segurança. Marconi Perillo anunciou que “assim como foi feito em Formosa, o coronel Edson deve dar início, imediatamente, à transferência de presos para o presídio de Anápolis”. A orientação do governador é para que todos os detentos de Anápolis sejam alojados no novo presídio.

Leia Também:  Pesca esportiva é permitida na região do Araguaia mas com restrições

“É nos momentos de dificuldades que conhecemos os grandes líderes e gestores, como é o governador Marconi Perillo”, reconheceu o vice-governador José Eliton, que vê nos presídios menores e descentralizados o modelo que “vai quebrar a cadeia de comando do crime em Goiás”.

Na última sexta-feira, dia 9, o governador entregou o Presídio Estadual de Formosa com a mesma capacidade. Está prevista para ser entregue, ainda no primeiro semestre deste ano, a unidade prisional de Águas Lindas de Goiás, também com 300 vagas.

A previsão é de que no segundo semestre sejam entregues os presídios de Planaltina, com capacidade para 388 presos, e o de Novo Gama, que vai acrescentar mais 300 vagas ao sistema penitenciário goiano. Os investimentos feitos nos cinco presídios estaduais totalizam R$ 150 milhões e “mais de duas mil novas vagas”, informou Marconi.

Nas palavras do diretor-geral de Administração Penitenciária (DGAP), coronel Edson Costa, “o governo tem tomado as decisões necessárias para construir um futuro melhor, e esse futuro já chegou para o nosso Estado”. Para ele, “o Brasil passa por momentos difíceis, mas Goiás trabalha com uma estrutura forte, com inteligência que visa nos proteger do crime organizado. O Governo de Goiás está tendo coragem de tomar as medidas contra o avanço do crime organizado, de mãos dadas com o Judiciário, as forças policiais e o Ministério Público”.

Leia Também:  Caiado prestigia posse do novo reitor do Santuário Basílica do Divino Pai Eterno

Participaram também da inauguração do presídio de Anápolis, ao lado do governador, o prefeito do município, Roberto Naves, o vice-prefeito, pastor Márcio Cândido, o presidente da Agência Brasil Central de Comunicação (ABC), João Bosco Bittencourt, e o presidente do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), desembargador Gilberto Marques Filho.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CONCURSO

Abertas as inscrições para o concurso da Polícia Penal de Goiás

Certame oferece 1,6 mil vagas, com salário inicial de R$ 5,9 mil; seleção exige diploma de nível superior.

Publicados

em

DGPP vai receber 1,6 mil novos policiais penais: inscrições para o concurso seguem abertas até 14 de agosto. Foto: DGPP

Estão abertas, a partir desta terça-feira (16), as inscrições para o concurso público que vai preencher 1,6 mil vagas para o cargo de policial penal em Goiás. O cadastro deve ser feito pelo site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), com taxa de R$ 150. Para concorrer ao cargo, o candidato deve ter diploma de nível superior, em qualquer área, registrado em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).  O salário inicial para o cargo é de R$ 5.971,42, para uma carga horária de 40 horas semanais.

O certame será conduzido pelo IBFC, sob coordenação da Secretaria de Estado da Administração (Sead), e os aprovados serão lotados na Diretoria-Geral de Polícia Penal (DGPP), órgão ligado à Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). O exercício do cargo exige a realização de viagens e a prestação de serviços fora do expediente e do local de trabalho.

A seleção será dividida em sete fases: prova objetiva, prova discursiva, avaliação médica, avaliação de aptidão física, avaliação psicológica, avaliação de vida pregressa e investigação social e avaliação de títulos. Candidatos com deficiência também passarão por avaliação de equipe multiprofissional. A data provável da aplicação das provas objetiva e discursiva é 15 de setembro, nas cidades de Aparecida de Goiânia, Caldas Novas, Formosa, Goiânia, Goianésia, Itaberaí, Luziânia, Rio Verde e São Luís de Montes Belos.

Leia Também:  Pesca esportiva é permitida na região do Araguaia mas com restrições

O período de inscrições vai até o dia 14 de agosto de 2024. O edital completo está disponível no portal do IBCF (www.ibfc.org.br) e no site da Sead – em Acesso Rápido / Concursos e Seleções.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA