Plantão Policial

Professor de Goianésia é preso suspeito de aplicar golpes em colegas ao vender falsos pacotes de viagem

A investigação identificou pelo menos 13 vítimas e prejuízo chega aos R$ 63 mil.

Publicados

Hyago Santos é suspeito de aplicar mais de R$ 60 mil em golpes de falso pacote turístico. Foto: Divulgação/PC.

O professor Hyago Lima Santos de 27 anos, foi preso suspeito de aplicar golpes de pacotes turísticos falsos em colegas de trabalho e causar um prejuízo de R$ 63 mil. O homem foi encontrado em Viana, cidade no Espírito Santo, após sair de Goianésia no Vale do São Patrício, onde morava e aplicava os golpes. A investigação da Polícia Civil (PC) identificou pelo menos 13 vítimas.

A delegada que investiga o caso Alanna Duarte, explicou que o professor tinha uma mesma técnica para enganar todas as vítimas. Pela amizade que o homem tinha com as interessadas nas viagens, ele oferecia pacotes de turismo e passagens aéreas com preços baixos, mas que nunca chegaram a ser emitidos. Os crimes ocorreram no início do mês de novembro.

“Ele alegava que possuía uma página na internet e que usava milhas aéreas para ter acesso a esses preços acessíveis. Ele chegava a enviar fotos de códigos de reserva de hotel e passagens aéreas, só que esses pacotes eram cancelados depois. A vítima ficava com o código de reserva acreditando que estava tudo certo”, Alanna.

Leia Também:  Detento do semi aberto é preso com quase uma tonelada de maconha

Hyago trabalhou como professor de línguas na escola de uma das vítimas. A PC informou que durante todo o processo de compras de pacotes, o homem prestava assistência e, por ser uma pessoa próxima, ele foi indicado para os demais colegas.

 

Recebeu ajuda 

No decorrer das investigações, a PC descobriu que Hyago recebia a ajuda de Bruno Campos de Oliveira de 37 anos, que chegou a ser preso em 2019 pelas vendas de pacotes de viagens falsos e grande quantidade de moeda estrangeira que nunca foram entregues aos clientes. Ele é investigado por aplicar golpes desde 2017.

Bruno Campos de Oliveira é procurado pela PC suspeito de aplicar golpes de turismo e venda de moedas estrangeiras. Foto: Divulgação/PC-GO.

A divulgação das identidades dos investigados foi permitida de acordo com a Lei nº 13.869/2019 e da Portaria nº 547/2021–PC, de modo que a publicação de sua imagem possa auxiliar no surgimento de novas vítimas e testemunhas que façam seu reconhecimento, além de novas provas.

Leia Também:  Polícia prende mulher que escondia drogas na geladeira, em Itaberaí

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Briga em voo em Salvador começou após mãe deixar filho no assento de outra pessoa; Assista

As imagens mostram gritos e puxões de cabelo entre passageiras dentro de aeronave viralizaram nas redes sociais.

Publicados

em

Uma briga entre passageiros de um voo que saía de Salvador com destino a São Paulo, viralizou nas redes sociais na quinta-feira (2), começou após uma mulher colocar o filho para sentar na poltrona de outra pessoa.

A informação foi dada por um funcionário da companhia em um áudio e ele estava na aeronave no momento da confusão.

Os nomes das pessoas envolvidas não foram divulgados e a Gol não informou qual foi o motivo da confusão.

Conforme o funcionário da empresa aérea, “toda essa confusão começou por conta de uma passageira que não teve empatia com outra passageira que tem um filho com deficiência”. “O menino estava sentado na poltrona dela, na fox [assento da janela]. Eu já estava fazendo o fechamento das portas quando vi as duas se estapeando, na fileira 20”, afirmou.

De acordo com a companhia aérea, a confusão ocorreu antes da decolagem. As pessoas envolvidas foram retiradas da aeronave e não seguiram viagem.

Confusão

Através das imagens, é possível ver um grupo de mulheres gritando entre si, dando tapas e puxando o cabelo umas das outras. Em uma das cenas filmadas pelos outros passageiros, uma das mulheres se atira na fileira traseira para puxar o cabelo de outra mulher.

Leia Também:  Polícia prende mulher que escondia drogas na geladeira, em Itaberaí

Os comissários de bordo do avião e outros passageiros tentam separá-las e pedem para que as envolvidas se acalmem, mas as mulheres continuam a confusão.

Por causa da briga, o voo G3 1659 atrasou cerca de uma hora. O avião deveria ter saído da capital baiana às 13h45, mas a decolagem aconteceu apenas por volta das 15h.

Após a circulação dos vídeos na internet, a companhia aérea lamentou o ato de violência e reforçou que as ações da equipe de tripulantes foram tomadas com foco na segurança.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA