Plantão Policial

Santa Isabel: Gerente de fazenda é assaltado, mantido em cárcere privado e abandonado no distrito de Monte Castelo

Publicados

Santa Isabel: Gerente de fazenda é assaltado, mantido em cárcere privado e abandonado no distrito de Monte Castelo. Fotos: PM

Nesta sexta-feira (5), a Polícia Militar (PM) foi acionada por volta de 07h47, para atender uma ocorrência de roubo seguido de um possível sequestro em Santa Isabel no Vale do São Patrício. Conforme a PM, no local, os militares fizeram contato com um homem de 31 anos que teria realizado uma ligação para o gerente de uma fazenda.

De acordo com informações disponibilizadas pela PM, como as ligações não foram atendidas, o homem foi até a casa do gerente, encontrou as portas abertas e a camionete toda aberta com seu interior todo revirado. O gerente estava com uma quantia em dinheiro, valor muito alto para realizar os pagamentos dos trabalhadores de propriedade rural.

A equipe realizou averiguação no local e não encontrou ninguém, sendo informado pelo Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM), do sumiço do gerente. Em ato contínuo, após alguns minutos, a PM foi informada de que o gerente havia chegado na residência dele, falando que três indivíduos em um Fiat Uno de cor preta, sendo que dois estavam armados e que tinham o abandonado próximo ao distrito de Monte Castelo no município de Jaraguá.

Desta forma, uma equipe da PM de Rianápolis compareceu no local onde a vítima estava. Em decorrência dos fatos, foram realizados novos levantamentos pela referida equipe, onde obteve informações de que o veículo Fiat Uno havia abastecido em Rialma. Assim, foram repassadas informações para as unidades especializadas, CGCOP, comando do 44º BPM, comando do 10º CRPM.

Leia Também:  MP Eleitoral opina pela aprovação de contar de campanha de Lula

A equipe recebeu informação de que a Companhia de Policiamento Especializado (CPE) da cidade Anápolis que abordou os suspeitos próximos de Anápolis.

Segundo a PM, armados, os suspeitos invadiram a residência do gerente, e mediante grave ameaça subtraíram aproximadamente R$ 45 mil, conforme informado pela vítima.  Após o fato, mantiveram a vítima em cárcere privado levando para as proximidades do distrito de Monte Castelo em Jaraguá. Após novos levantamentos as equipes do 1°CDPM/44°BPM e ARI 10° CRPM, conseguiram identificar o veículo utilizado o Fiat Uno Way cor preta, ano 2011 que estaria em direção de Anápolis. Na altura do cruzamento da Av. Fayad Hanna com Av. Senador Lourenço Dias em Anápolis, o veículo foi avistado e realizado a abordagem policial. Durante a busca pessoal com um deles, um homem de 21 anos, foi localizado em seu bolso uma quantia de R$ 11.408,00. Na carteira de um outro jovem de 21 anos, que estava dentro do veículo foi encontrado uma quantia de R$ 5.945,00.

Fiat Uno Way cor preta, ano 2011 apreendido pela PM.

Após busca e identificação veicular no interior do veículo, foi encontrado uma bolsa contendo R$ 22.630,00, quatro aparelhos celulares e uma toca balaclava. Durante diligências, as equipes de CPE, deslocaram até a Rua José Marques no Bairro São Lourenço que seria a casa de um dos suspeitos, nela foi encontrado 6 munições calibre 32. Logo em seguida, outra residência apontada pelos autores estaria a arma de fogo, o restante do dinheiro e o terceiro autor, vulgo “Monstrin”.

Leia Também:  Caminhoneiro que saiu de Uruana é preso após bater recorde de embriaguez ao volante na BR-060, em Anápolis; Assista

A casa foi localizada na Rua L 22, Residencial Leblon, em um buraco no quintal havia clips de aço que separavam o dinheiro e que foram deixados após a contagem e divisão do dinheiro roubado, situação essa confirmada pelos criminosos.

Assim, foram recuperados quatro aparelhos celular, dinheiro um valor total de R$ 39.983,00. O veículo, os objetos e valores recuperados juntamente com os abordados que não tiveram os nomes divulgados, foram encaminhados para central de flagrantes da Polícia Civil em Anápolis.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

Homem é preso suspeito de atropelar e matar mulher em motocicleta; Assista

A delegada da PC, disse que o investigado ingeriu bebida alcóolica, entendendo que ele assumiu o risco de provocar o acidente.

Publicados

em

Homem é preso suspeito de atropelar e matar mulher em motocicleta. Foto: Captura do Vídeo

Um motorista que não teve a identidade divulgada é suspeito de atropelar e matar uma mulher de 22 anos e deixar o companheiro dela de 25 anos, com lesões graves. Ele foi preso nesta sexta-feira (24) em Aparecida de Goiânia. Conforme a Polícia Civil (PC), antes do acidente o motorista consumiu bebidas alcóolicas em uma distribuidora.

As imagens de câmeras de segurança mostram quando o casal está trafegando em uma motocicleta e é surpreendido pelo veículo que acerta eles de frente. Em decorrência do impacto, a moto é arremessada a vários metros de distância e o casal fica caído no chão. Através de outra câmera que também registrou o acidente, é possível visualizar o homem e a mulher no asfalto. Eles parecem não conseguir se mexer.

A delegada da PC, Luiza Veneranda, que investiga o caso, disse que em 31 de março o suspeito de 52 anos saiu de uma distribuidora de bebidas, dirigiu na contramão e, em alta velocidade, provocou o acidente que matou Hester Valéria Pereira Dutra.

Leia Também:  PRF apreende quase meia tonelada de maconha na rodovia BR 364; Veja os vídeos

“Acabou provocando um acidente que ocasionou no falecimento da vítima Hesther, de 22 anos, bem como nas lesões corporais gravíssimas do seu companheiro”, disse a delegada.

A delegada disse também que no curso das investigações a PC descobriu que o motorista faz uso de remédios controlados que não poderiam ser misturados com bebida alcóolica. Segundo a PC, o motorista investigado não prestou socorro às vítimas e saiu do local do acidente. O homem Ele é portador de epilepsia.

“A partir desses elementos eu representei pela prisão desse investigado por entender que agiu em dolo eventual, ou seja, ele assumiu o risco de provocar o evento doloso”, disse Luiza.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA