educação

UFG deve perder R$ 13,6 milhões após governo federal bloquear orçamento do MEC

De acordo com a reitora isso representa 20% do valor previsto para o orçamento de 2022 que seria de R$ 69 milhões em recursos.

Publicados

O bloqueio de R$ 2,4 bilhões do orçamento do Ministério da Educação (MEC), anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) nesta quarta-feira (5), compromete o funcionamento das universidades e institutos federais de educação de todo país. Ao Diário de Goiás, a reitora da Universidade Federal de Goiás (UFG), professora Angelita Pereira de Lima, afirma que a instituição deve perder cerca de R$ 13,6 milhões em recursos.

”Recebemos o anúncio com indignação e lamentamos muito. Esse bloqueio anunciado tem um impacto muito severo sobre a universidade. Em relação a UFG representa R$ 5,8 milhões de recursos do orçamento de custeio, ou seja, destinado a manutenção da universidade. Somando ao R$ 7,8 milhões cortados em julho do ano passado, a UFG perdeu R$ 13,6 milhões em torno de seus recursos para custeio”, afirma Angelita.

De acordo com a reitora isso representa 20% do valor previsto para o orçamento de 2022 para a universidade. Angelita vê a situação como gravíssimo, segundo ela estes 20% já não era o suficiente porque a instituição passa por problemas de estrutura, prevenção de incêndio, manutenção do prédio. ”O orçamento de R$ 69 milhões previstos para 2022, já não era suficiente para dar conta de tudo isso. Esse bloqueio somado ao corte nos inviabiliza de forma muito severa”, ressalta.

Leia Também:  Segunda etapa do Enem 2022 terá operação para reforçar segurança

Conforme explica Angelita, o caixa da UFG é o que mais sofre os impactos provocados pelo bloqueio. Segundo ela atualmente ele se encontra zerado. ”Isso significa que nós não temos como comprar, pagar, licitar ou empenhar. Isso significa que não pagaremos os meses de outubro, novembro e dezembro os nossos fornecedores. Chegamos a um ponto que não temos como comprar e nem pagar”, afirma.

De acordo com a reitora na manhã desta quinta-feira (6), a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), convocou uma reunião com todos os reitores e reitoras a fim de estabelecer ações, dentre elas jurídica para questionar o conteúdo do decreto.

Ela explica que na prática orçamentária, o mês de outubro é um mês de desbloqueio de recursos porque precisa de tempo licitar, empenhar e executar para quando chegar no dia 30 de dezembro, todo recurso público tenha sido executado se não, segundo ela, ele é devolvido ao tesouro. ”Mês de outubro é de desbloquear recursos, esse decreto faz o contrário, ele bloqueia”, afirma.

Leia Também:  Parceria entre Segurança Pública e Seduce vai resultar em “Escolas da Paz”

Segundo Angelita outras ações ficaram definidas durante reunião como acionar o Ministério Público, ações de mobilização nacional como por exemplo no dia 13 de outubro ficou estabelecido como um dia de mobilização das universidades com participação da comunidade em prol da defesa da universidade, logo no dia 18 de outubro haverá uma manifestação chamada Pela União Nacional dos Estudantes e outras ações de articulações. Ainda de acordo com Angelita a universidade deve se reunir com lideranças políticas goianas.

Angelita afirma que a universidade trabalha para não parar as atividades, portanto, depende de como os fornecedores vão reagir por falta de pagamento de insumos. Até então as aulas serão mantidas normalmente.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE,

através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EDUCAÇÃO

Governo de Goiás convoca mais 315 professores aprovados em concurso

Convocação foi publicada em Diário Oficial do Estado nesta terça-feira (02/04); convocados devem apresentar a documentação a partir do dia 08 de abril.

Publicados

em

Governador Ronaldo Caiado participa de evento com gestores da rede estadual de educação, em Anápolis. Foto: Secom

O Governo de Goiás convocou, nesta terça-feira (2), mais 315 candidatos aprovados em concurso público para professor PIII da rede estadual de educação. Assim como nos chamamentos anteriores, a posse se dará de forma virtual, via Sistema Eletrônico de Informações (SEI), com o intuito de garantir celeridade ao processo. O pré-cadastro dos profissionais no SEI deverá ser feito até o dia 05 de abril, por meio do e-mail posse@goias.gov.br.

A partir do dia 8 de abril, os aprovados deverão apresentar a documentação de forma eletrônica. Nesta etapa, será necessário anexar a declaração para investidura em cargo público, além de CPF, RG, comprovante de endereço, título eleitoral, diploma de curso superior e demais documentos listados em edital. A previsão é que as nomeações sejam publicadas no dia 03 de maio. Já a posse deve ocorrer a partir do dia 08 de maio, seguida de curso de formação.

“Os professores vão trabalhar em colégios com estrutura digna, com padrão de excelência e capazes de competir com escolas particulares. Empenhamos recursos para essa transformação e a educação em Goiás hoje é referência nacional”, afirma o governador Ronaldo Caiado, ao dar as boas-vindas aos novos servidores. A secretária da Educação, Fátima Gavioli, lembra que o estado ficou 20 anos sem receber professores efetivos, o que foi corrigido pela atual gestão.

Leia Também:  “Goiás Bem no Enem” disponibiliza conteúdos preparatórios para estudantes

Concurso

Os convocados fazem parte da lista de 5.050 aprovados para o cargo de professor nível III (licenciados), em concurso realizado pela Secretaria da Educação (Seduc) em 2022. Os selecionados vão trabalhar na rede estadual de ensino, que atualmente conta com mil unidades escolares e atende mais de 500 mil estudantes, em todas as regiões de Goiás. De forma inédita, foram ofertadas vagas para profissionais indígenas, quilombolas, intérpretes de Libras e instrutores de Libras e Braille.

Confira a lista de convocados clicando aqui

Para mais orientações sobre a posse, acesse: www.educacao.go.gov.br

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA