1.600 Vigilantes Penitenciários Temporários devem ser chamados pelo Governo

Publicados


Em busca de evitar que presos promovam um novo motim, como o que deixou nove mortos e 14 feridos nesta segunda-feira no Presídio Semiaberto, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária anunciou nesta terça-feira (2), o chamamento imediato de 1.600 Vigilantes Penitenciários Temporários (VPTs), bem como a agilidade na conclusão de cinco presídios que estão em construção no Estado.

Segundo o Superintendente Executivo de Administração Penitenciária, tenente coronel Newton Castilho, os vigilantes temporários que serão chamados agora já passaram por um processo de seleção em 2016. “O projeto estava travado na Justiça, mas felizmente a contratação deles foi liberada hoje pela manhã, e já está autorizada pelo Governador Marconi Perillo”, relatou.

O oficial confirmou que no momento em que ocorreu o motim no semiaberto ontem, provocado, segundo ele por 449 presos que estavam na Ala C, e que após quebrarem cadeados e furarem paredes invadiram as Alas A, B, e D, apenas cinco agentes penitenciários faziam a segurança do local, mas negou que a falta de água e comida no presídio tenha sido o estopim da confusão. “Comida nunca faltou, agora no domingo realmente tivemos um problema pontual de falta de água que foi sanado rapidamente por três caminhões enviados pela Saneago. Mas ontem, na hora em que tudo começou, o fornecimento lá dentro estava normal”, garantiu.

Leia Também:  Policlínica da Região Sudoeste que beneficia 1 milhão de moradores em 28 municípios é inaugurada em Quirinópolis

Durante o motim, 242 presos que estavam no regime bloqueado (que é quando o apenado permanece trancado na cela por não conseguir carta de emprego), conseguiram fugir. Mas 143 deles, segundo o superintendente, já foram recapturados pelas forças de segurança. Dos 153 líderes do motim que foram identificados, 99 foram transferidos para o Núcleo de Custódia, e 54 para o Módulo de Respeito que funciona dentro da Penitenciária Coronel Odenir Guimarães (POG).

Além do chamamento imediato dos VPTs, Newton Castilho disse que o Governador Marconi Perillo determinou agilidade na conclusão dos presídios de Anápolis, Formosa, Novo Gama, Planaltina, e Águas Lindas, o que, segundo ele, irá amenizar bastante o problema da superlotação.

Em relação ao alerta feito pelo Presidente do Sindicato dos Agentes Prisionais, Maxuell Neves, de que uma rebelião ainda maior poderá ocorrer nos próximos dias dentro da POG, Newton Castilho garantiu que o Serviço de Inteligência da Superintendência está atento à essa possibilidade. “Pode ocorrer não só lá, como em qualquer outro presídio do Estado, e o que nós temos feito é um trabalho de monitoramento diário, no sentido de detectar qualquer movimentação anormal de grupos rivais dentro destas penitenciárias”, concluiu.

Leia Também:  Justiça federal limita capacidade de presos em Complexo Prisional de Aparecida

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESTADO

Conheça a fotografia das Cavalhadas de Pirenópolis que ganhou 1º lugar em concurso da Wikipédia

Registro da fotógrafa Michelly Matos foi feito no circuito de 2023 e agora concorre à etapa internacional da premiação. Secult Goiás lançou fotolivro dos festejos com versão impressa e on-line.

Publicados

em

Conheça a fotografia das Cavalhadas de Pirenópolis que ganhou 1º lugar em concurso da Wikipédia.

Com foto que registra os mascarados das Cavalhadas de Pirenópolis, Michelly Matos é a ganhadora do concurso de fotografia da Wikipédia. O Wiki Loves Cultura Popular (WLCP), também conhecido como Wiki Loves Folklore (WLF) em inglês, é uma competição fotográfica anual, organizada por membros da comunidade Wikimedia em todo o mundo. Em 2024, Michelly Matos conquistou o primeiro lugar na etapa nacional com a foto Cavalhadas de Pirenópolis (GO) e agora concorrerá com fotografias de todo o mundo na etapa internacional.

Para Michelly Matos, “esse prêmio é resultado de muita dedicação, sensibilidade e renúncias. Significa ser reconhecida enquanto artista e goiana de coração. Trazer um prêmio para o estado que me acolheu ainda criança, quando ser fotógrafa era um sonho distante, é uma retribuição do quanto fui e sou feliz aqui. Minha primeira vez ganhando prêmio em 1º lugar. É uma confirmação de que estou ao lado de pessoas excepcionais agregando e enriquecendo com muita sensibilidade e amor, a cultura do Estado”.

Leia Também:  Justiça federal limita capacidade de presos em Complexo Prisional de Aparecida

A fotógrafa registrou as Cavalhadas em 2023 para o Idheas, organização social que operacionalizou o Circuito Cavalhadas junto ao Governo de Goiás e também faz parte da equipe oficial de cobertura das Cavalhadas 2024. Seu trabalho tem como foco a beleza da diversidade. Além da cultura popular e de registros das manifestações culturais de Goiás, Michelly tem uma relação íntima com associações e instituições de atenção a pessoas com deficiência, em especial com o Instituto Nacional de Nanismo.

Você pode conferir mais registros de Michelly Matos em suas redes do instagram, no perfil @michellymatoss; e também no fotolivro do Circuito das Cavalhadas, disponibilizado pelo Governo de Goiás, no portal da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), pelo link abre.go.gov.br/eb9b025.

Fotolivro Circuito das Cavalhadas 2023

Produzido pela Secult Goiás, com apoio da Universidade Federal de Goiás (UFG) e do Instituto Idheas, o fotolivro traz 92 páginas com registros fotográficos das batalhas entre cristãos e mouros de 2023, com suas princesas e personagens, além de informações e curiosidades que retratam a grandiosidade das festas, a devoção religiosa e a vibração da comunidade durante as Cavalhadas.

Leia Também:  Confirmadas 92 mortes 3,6 mil casos de Covid em 24h, em Goiás

A publicação é produzida pela Secult Goiás, com apoio da Universidade Federal de Goiás (UFG) e do Instituto Idheas, e também um mapa das localidades que realizam os festejos.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA