Após denúncia anônima, meia tonelada de maconha é apreendida em residência de Rio Verde

Publicados


Na tarde da última terça-feira (12), um homem foi apreendido com cerca de 500 quilos de maconha, na cidade de Rio Verde. Gean Carlos da Silva Gomes, de 24 anos, possui passagens pela polícia por tráfico de drogas, inclusive em outras unidades de Federação.

De acordo com o titular do Grupo de Repressão à Narcóticos (Genarc), Carlos Roberto, a investigação teve início há 20 dias, após um denúncia anônima. Gean alugava uma casa que era utilizada como depósito da droga. “Passamos a investigá-lo e verificamos que em uma das casas ele ficava apenas 10 a 15 minutos e saía. Na outra ele já morava com a sua família, daí desconfiamos do seu comportamento”, completa.

Diante das suspeitas, foi pedido o mandado de busca e apreensão e realizado diligências nas residências. Em uma delas foi apreendido um revólver calibre 357. “Ele negou que haveria uma segunda casa, mas quando vistoriamos o carro, encontramos um controle de portão e a chave da porta”, explica Carlos.

Leia Também:  Em Goiânia, corpo sem cabeça é resgatado no Rio Meia Ponte

Em um dos cômodos da casa foi encontrado aproximadamente 500 quilos de maconha, sendo que 15 quilos seria “Skank”. “Essa é uma droga mais elitizada. Ela tem o mesmo princípio ativo da maconha, mas é mais forte e mais cara”, conta o delegado.

Há indícios de que Gean buscava pessoalmente a droga no Paraguai.  Ainda está sendo investigada a participação de terceiros. O suspeito foi detido e encaminhado para a Casa de Prisão Provisória da cidade.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

Homem é preso por se passar por policial federal em buscas por Lázaro

O homem teria tentando convencer uma equipe da PM a acompanhá-lo em uma suposta ocorrência

Publicados

em

Na noite deste sábado (19), um homem de 23 anos foi preso, ao tentar se passar por policial federal para participar das buscas pelo foragido Lázaro Barbosa, 32 anos. O caso ocorreu no km 30 da BR 070, em Cocalzinho de Goiás. A prisão foi realizada por uma equipe conjunta formada pela Polícia Militar de Goiás, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal.

Segundo as corporações, o indivíduo abordava as equipes na rodovia, dizendo ser policial federal. E que estava atrasado para incorporar sua equipe, que se encontrava mais à frente. Esse tipo de delito é tipificado no artigo 307 como falsidade ideológica.

Cerca de 40 minutos depois, o suspeito retornou abordando as equipes e disse que precisava de apoio para desarmar um sujeito bêbado em uma propriedade rural.

O homem consumou também o delito usurpação da função pública, ao convencer uma equipe da Polícia Militar de Goiás a acompanhá-lo em uma suposta ocorrência.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Em Goianésia, suspeito de matar adolescente com golpe de faca se entrega à polícia
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA