governo

Bilhete Meia Tarifa passa a valer a partir deste sábado; confira funcionamento

Novidade contempla usuários do transporte coletivo em viagens de até cinco quilômetros e atenderá, inicialmente, linhas que trafegam por Senador Canedo. Demais municípios da Região Metropolitana receberão serviço de forma gradual.

Publicados

Nova política pública para o transporte na Região Metropolitana de Goiânia, o Bilhete Meia Tarifa foi apresentado à população, nesta sexta-feira (16), por autoridades do Estado, da Capital, da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC) e do município de Senador Canedo, que será o primeiro a ter o funcionamento da medida, já a partir deste sábado (17).

O lançamento do benefício social foi realizado na sede da Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC), no Setor Universitário, em Goiânia. Com ele, o usuário poderá circular por até cinco quilômetros, sem fazer integrações dentro de terminais, pagando somente metade do valor da tarifa do serviço, hoje em R$ 4,30. Ou seja, a quantia a ser paga pelo passageiro será de R$ 2,15.

“É um produto novo, complexo e, por isso, temos a responsabilidade de lançá-lo com cautela. Começamos por Senador Canedo e vamos expandir para os demais municípios. Isso ocorrerá aos poucos”, explicou o secretário-geral de Governo, do Governo de Goiás, Adriano da Rocha Lima, que também preside a Câmara Deliberativa de Transportes Coletivos (CDTC) e representou o governador Ronaldo Caiado no lançamento.

“O benefício para a população é grande porque permite que tenhamos um produto adaptado a uma necessidade específica. Quem trafega em trajetos menores não precisa pagar uma tarifa cheia. O objetivo é garantir que quem vai gerar custo menor ao sistema também pague menos”, completou.

Inicialmente, serão sete linhas beneficiadas com a primeira fase do Bilhete Meia Tarifa em Senador Canedo. São elas: 327 (Terminal Senador Canedo/Monte Azul); 328 (Terminal Senador Canedo/Jardim Flamboyant/Residencial Prado); 329 (Terminal Senador Canedo/Residencial Jardim Canedo II); 331 (Terminal Senador Canedo/Boa Vista/Monte Cristo); 335 (Terminal Senador Canedo/Residencial Buriti); 336 (Terminal Senador Canedo/Flor do Ipê – Via UPA); e 337 (Terminal Senador Canedo/São Francisco/Vale das Brisas). Em seguida, a implantação do benefício em Goiânia e nas demais cidades será feita por etapas, a começar pela digitalização do serviço.

Leia Também:  Ronaldo Caiado anuncia promoção de 1.985 agentes para 1ª classe da PM

“Continuamos o nosso processo de modernização e evolução do sistema de transporte. Escolhemos Senador Canedo porque o prefeito é um parceiro do nosso sistema, está acompanhando e pode fazer este teste. Praticamente todas as linhas que circulam dentro da cidade vão operar a R$ 2,15”, explicou o presidente da CMTC, Tarcísio Abreu, afirmando ainda que, a partir da vigência da medida, os terminais dentro do município trabalharão sem linhas de bloqueio, nem catracas.

Legado e manutenção

Outras ações no transporte coletivo mantidas com o apoio do Governo de Goiás, como o Passe Livre do Trabalhador, o Passe Livre Estudantil, o pagamento via cartão de crédito ou débito e o Bilhete Único, seguem em funcionamento normal. No caso do Bilhete Único, ele poderá ser utilizado para que o usuário pague o Bilhete Meia Tarifa, fazendo suas viagens internas, assim como para viabilizar, quando necessário, o acesso ao segundo trecho e o pagamento da segunda meia tarifa. O passageiro poderá ainda usar a solução, por um período de duas horas e meia, a contar a partir de sua primeira validação.

Leia Também:  Gestão Caiado recupera recursos perdidos por gestão anterior no setor agropecuário, retoma programas paralisados e promove iniciativas para fortalecer produtores

Desde 2019, o transporte público não teve reajustes no preço da tarifa. De acordo com Adriano da Rocha Lima, em 2022, o subsídio do Estado para a manutenção do serviço será de R$ 87 milhões. No ano que vem, o montante subirá para aproximadamente R$ 115 milhões. “É para garantir que o sistema seja estável economicamente, financeiramente e para o passageiro”, afirmou ele. “A fortaleza do nosso sistema é a unidade. Oneramos todos com o mesmo objetivo, de entregar o melhor transporte a todos”, completou Tarcísio Abreu, ao comentar sobre o repasse de recursos de todos os entes envolvidos no processo.

“Esse primeiro passo dado em Senador Canedo deixa a gente muito lisonjeado. Com essa parceria entre o Governo de Goiás, a CMTC e as prefeituras da região, o grande ganhador será o usuário. Num cenário onde os preços só aumentam, com essas ideias inovadoras, vamos na contramão. É uma vitória muito importante para quem utiliza o serviço”, salientou o prefeito Fernando Pellozo. “Sempre acreditei na mudança do nosso sistema. Estava antigo, ultrapassado. Agora, temos algo unificado. Goiás sai na frente com este novo modelo”, afirmou o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE,

através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESTADO

Goiás começa a emitir Carteira de Identidade Nacional

O documento possui versão em formato digital.

Publicados

em

O documento, que tem como único número de identificação do cidadão o CPF, já vem sendo emitido, desde julho, no Rio Grande do Sul. E, desde agosto, no Acre.

O primeiro município goiano a entregar a nova carteira foi Cavalcante, localizado na Chapada dos Veadeiros. Segundo o governo estadual, “outros três pontos do estado já podem ser procurados para a emissão: unidades Vapt-Vupt da Praça Cívica, em Goiânia (na Praça Dr. Pedro Ludovico Teixeira), e do Anashopping de Anápolis (na Avenida Universitária, 2045), além do posto da prefeitura de Alexânia (Rua 15 de Novembro, nº 6)”.

O novo documento tem, além dos modelos em papel e plástico, uma versão no formato digital, que pode ser obtida gratuitamente por meio do aplicativo gov.br. A versão digital pode ser usada nos casos em que a pessoa tenha perdido ou esquecido o documento físico.

“Após a emissão do documento nos órgãos de identificação, o cidadão deve baixar em seu celular o app gov.br e fazer login no aplicativo inserindo usuário e senha. Na tela inicial, aparece o ícone ‘Carteira de documentos’, bastando clicar no botão ‘+’, escolher ‘Carteira de Identidade’ e ir em ”Adicionar Documento’ para ter acesso à CIN”, informou o governo goiano.

Leia Também:  Família de goiano morto em travessia para os EUA pede ajuda para trazer o corpo para Goiás; Vídeo

Por meio de um QR Code disponibilizado no novo modelo, é possível verificar a autenticidade do documento, além de saber se foi furtado ou extraviado. Para fazer a checagem, basta ter em mãos um aparelho celular. Ele serve também como documento de viagem, já que possui um código de padrão internacional chamado MRZ.

“Até o momento, o Brasil dispõe de acordos para uso do documento de identidade apenas nos postos imigratórios de países do Mercosul. Portanto, para os demais países, o passaporte continua sendo obrigatório”, alerta o governo de Goiás. Agência Brasil

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE,

através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA