Programa Jovens Embaixadores

Dois estudantes goianos serão embaixadores em programa dos Estados Unidos; Um deles é do Vale do São Patrício

De escolas pública, um dos adolescentes é da cidade de Goianésia no Vale do São Patrício e o outro é da comunidade Kalunga de Cavalcante. Eles integram a lista de 50 brasileiros.

Publicados

Estudante do Colégio Militar, Sérgio Pereira de Andrade Filho é de Goianésia no Vale do São Patrício e Jean Pereira dos Santos lidera ações na comunidade Kalunga onde vive. Foto: Divulgação.

Estudantes de escolas públicas, dois adolescentes goianos integram a lista dos 50 jovens selecionados na sexta-feira (4) pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil para compor o grupo de Jovens Embaixadores 2023. Ao lado de colegas de outros 24 estados e do Distrito Federal, eles farão um intercâmbio de três semanas no país da América do Norte em janeiro de 2023. Sérgio Pereira de Andrade Filho é de Goianésia no Vale do São Patrício e Jean Pereira dos Santos é da comunidade quilombola Kalunga de Cavalcante.

Sérgio Pereira de Andrade Filho de 18 anos, aluno do Colégio da Polícia Militar de Goiás (CPMG) José Carrijo, em Goianésia, disse que ficou sem acreditar quando soube do resultado da seleção. “A ficha ainda não caiu. Estou muito feliz”. Desde janeiro deste ano ele estava engajado em um projeto existente há anos em sua escola que promove lideranças jovens por meio de discussões sobre engajamento e responsabilidade social, empatia e espírito de equipe. Como agente jovem, participou no Dia das Crianças, com mais de 70 colegas, de uma ação que arrecadou material de higiene e brinquedos em seu município.

“A ideia é promover a integração dos alunos com as questões da comunidade. Fazer com que eles desenvolvam empatia e tomem iniciativa para solucionar problemas cotidianos.” Sérgio soube do Jovens Embaixadores (JE) pela professora de Inglês, Amanda. Foi ela que o ajudou no processo de inscrição e de preparação. Filho de uma enfermeira, mas vivendo com uma tia que é advogada, o adolescente fará através do programa a primeira viagem internacional. “Sabemos que vamos conhecer Washington D.C., mas ainda não fomos informados do restante do roteiro”, disse.

Jean Pereira dos Santos de 16 anos é aluno do Colégio Estadual Calunga I – Extensão Joselina Francisco Maia da Comunidade Quilombola Kalunga Engenho 2, que fica à 30 km da cidade de Cavalcante. Ele disse que conheceu o programa por meio de um canal do YouTube e achou que se encaixava com tudo o que sonhava e com o que estava vivendo. No segundo ano do ensino médio, ele quer desbravar o mundo e o alvo do JE são jovens que falam inglês, com boas notas e que estejam engajados em uma iniciativa de impacto social que beneficia sua comunidade.

Leia Também:  Goiás registra saldo positivo de 50.929 empregos com carteira assinada entre janeiro e abril de 2021

Na comunidade onde vive, está a maior atração turística do território calunga, Jean lidera um projeto ambiental criado numa mostra cultural da escola que visa a minimizar os impactos provocados pelos incêndios na Chapada dos Veadeiros. Através de palestras, exibição de vídeos e ações de reflorestamento, ele e colegas tentam manter viva a cultura e a natureza locais. “A gente ganha a vida no turismo. Temos de preservar para que as pessoas continuem vindo para apreciar as nossas belezas”, enfatizou.

O presidente do Grêmio Estudantil Geração Kalunga Revolucionária em seu colégio, Jean é um líder nato e um estudioso. A seleção para o programa JE é toda em inglês, com provas escritas e oral.

No Estado de Goiás, 14 candidatos se inscreveram e apenas 4 passaram para a prova oral, a última fase, três estudam em escolas públicas militares, de período integral. Além de ficar numa comunidade distante, sua escola oferece período regular. Ele se inscreveu em fevereiro para o programa e não foi selecionado e insistiu na segunda etapa de 2022, no mês de setembro e teve sucesso.

Nos finais de semana, quando há grande movimento de turistas, Jean reforça a equipe no negócio de sua mãe que possui um restaurante na comunidade, mas nos demais dias se dedica aos estudos e aos projetos sociais – no total que ele lidera. De acordo com Jean, durante a pandemia da Covid-19 estudou inglês com uma amiga da comunidade, com filmes e músicas. Sem renda no Engenho 2, a família de Jean foi vender marmita em Formosa, no Entorno do Distrito Federal. Ele insistiu no aprendizado do inglês e com o apoio da mãe, do pai e do padrasto pagou um curso parcelado. “Eu demonstrei interesse porque era um sonho de criança. Estudei todos os dias”, finalizou.

Leia Também:  Corpo de Bombeiros é acionado para resgatar corpo de vítima de afogamento, em Aruanã

Os selecionados participam de oficinas sobre o Brasil

Conforme a embaixada norte-americana, a programação completa será realizada de 10 a 29 de janeiro de 2023. Primeiro, os 50 jovens vão passar por uma orientação pré-partida e entrevista de visto em Brasília. O embarque para a capital dos EUA, Washington, D.C. será no dia 13. Em seguida, serão divididos em grupos menores para uma experiência em outras cidades, onde participarão de atividades como oficinas sobre liderança e empreendedorismo, projetos de impacto social, reuniões com representantes do governo norte-americano, visitarão escolas da região e farão apresentações sobre o Brasil.

O programa Jovens Embaixadores (JE), criado em 2003 pela Embaixada e Consulados do Estados Unidos no Brasil, tem como alvo estudantes criativos da rede pública de ensino que desenvolvem ideias, produtos ou serviços que beneficiam toda a sua comunidade. O foco dessas ações são inclusão social, educação, cultura, crédito comunitário, mobilidade urbana, igualdade de gênero e raça, meio ambiente, empoderamento jovem, necessidades especiais, cooperativas em geral e etc.

Implantado em todos os países do continente americano, já levou para intercâmbio nos Estados Unidos 748 jovens brasileiros de todo o Brasil, em 21 anos de existência. Há um programa inverso, que traz jovens estudantes norte-americanos para conhecer a realidade da América Latina. O programa conta com a parceria do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), das Secretarias Estaduais de Educação, da rede de Centros Binacionais Brasil-EUA e da USBEA, a rede de ex-bolsistas de programas de intercâmbio do governo norte-americano.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

EDUCAÇÃO

Governo de Goiás compra mochilas e estojos para todos os estudantes das escolas estaduais

Materiais complementam o kit entregue no início do ano letivo. Ao todo, R$ 24,2 milhões foram investidos na aquisição dos itens em 2024.

Publicados

em

Governo de Goiás adquire mochilas e estojos para estudantes das escolas públicas estaduais. Foto: Seduc

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), está investindo R$ 19,1 milhões na aquisição de novas mochilas para o ano letivo de 2024. Os itens complementam o kit de materiais escolares já entregue aos estudantes da rede pública estadual de ensino no início deste ano.

Além das mochilas, a Seduc adquiriu também novos estojos para distribuição aos alunos. A aquisição representa um investimento de R$ 5,1 milhões. A intenção é garantir a equidade entre os alunos das escolas estaduais, ampliando o acesso a uma educação pública, gratuita e de qualidade. Todos os cerca de 500 mil estudantes receberão os itens.

Em 2024, os kits de materiais escolares e dos uniformes começaram a ser entregues no dia 22 de janeiro, data que marcou o início do ano letivo. Na ocasião, os alunos dos Ensinos Fundamental e Médio receberam um conjunto composto por cadernos universitários, canetas esferográficas, cola, régua, esquadros, lápis de cor, lápis grafite, apontadores e borracha.

Leia Também:  Brasil registra 1.347 óbitos e 30.634 casos de covid-19

As novas mochilas, por sua vez, já foram distribuídas em 19 das 40 Coordenações Regionais de Educação (CREs). Os itens deverão ser entregues a todos os estudantes da rede estadual de Educação no decorrer do ano letivo.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA