Primeira Leitura com Dr. André Marques

Dr. André Marques

Publicados

Aos poucos a vida vai se encaixando e o que era nó vai virando laço. Desconhecido

MDB perde duas grandes lideranças

Maguito e Iris Rezende morreram em 2021 e com certeza o partido perdeu suas duas maiores lideranças.

 

Daniel figura principal agora

Com a morte de Maguito Vilela e Iris Rezende, Daniel Vilela agora deve assumir o principal papel no MDB. Daniel está prestes a completar 38 anos de idade e 13 de vida pública, quando foi eleito, em 2008, vereador de Goiânia. Em seguida foi eleito deputado estadual e federal, para, em 2018, ser derrotado pelo democrata Ronaldo Caiado, de quem agora é aliado. Por conta dessa composição política, anunciada a um ano do pleito de 2022, o MDB vai deixar de ser um dos protagonistas na eleição do ano que vem, abdicando de uma tradição que vem desde 1982, com Iris, Henrique Santillo e Maguito. Desde a retomada de eleições diretas, no início da década de 1980, Iris foi a maior estrela emedebista, cuja responsabilidade agora está com o filho de Maguito.

Leia Também:  André Marques

 

Disputa

Com o MDB rachado, Daniel Vilela foi anunciado vice na chapa a ser encabeçada por Caiado, que deverá ter como adversário o atual prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, que deixou a legenda, insatisfeito com a aliança costurada por Daniel.

 

Pré-candidatos 2022

Há um ano das eleições, a Justiça Eleitoral alerta para o prazo de desincompatibilização de que ocupa cargo público ou de dirigentes de empresas. Período varia de três a seis meses. Candidaturas poderão ser indeferidas em caso de não desincompatibilização.

 

Debate candidatos da OAB-GO na Alego

Sem data definida, a Alego deve promover, pela primeira vez, um de bate entre os candidatos a presidente da OAB-GO, antes do dia 19 de novembro, data da eleição, por sugestão do deputado delegado Humberto Teófilo (PSL). Quatro disputam as eleições da classe, Rafael Lara, Pedro Paulo, Rodolfo Otávio e Valentina Jungmann.

 

TRE disponibiliza urnas

Como já é feito há mais de 15 anos, o Tribunal Regional Eleitoral do Estado de Goiás (TRE-GO) vai novamente disponibilizar urnas eletrônicas para a eleição da OAB-GO. São 332 equipamentos cedidos para o pleito do dia 19 de novembro, sendo 254 para votação e 78 para eventual contingência.

Leia Também:  Luiz Claudio

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Colunistas

Dr. Fabiano Moura

Publicados

em

Refluxo Gastroesofágico (RGE)

O Refluxo Gastroesofágico (RGE)é a apresentação mais conhecida da doença do refluxo.

Seus sintomas de queimação, regurgitações, azia e desconforto abdominal após às refeições são causados pela queimadura e lesão da mucosa do esôfago – tubo responsável por encaminhar os alimentos da garganta até o estômago.

Boa parte dessas pessoas não apresenta queixas na garganta e na via aérea.

Quando não tratado, as lesões na mucosa esôfago podem se tornar mais graves e profundas, levando ao aumento no risco de câncer.

O que é o Refluxo laringofaríngeo (RLF)?

Durante os episódios de refluxo, a secreção ácida pode subir e atravessar todo o esôfago, chegando à garganta, e mesmo ao nariz e pulmões. Quando esse tipo de refluxo ocorre, o classificamos como refluxo laringofaríngeo (RLF).

Os sintomas mais comuns do Refluxo Laringofaríngeo são: irritação, queimação e secura na garganta, tosse crônica, que tende a ser pior a noite e ao acordar, rouquidão, pigarro.

Nos casos mais sérios, principalmente em crianças e idosos, podem surgir otites e sinusites de repetição, além de pneumonias e outras alterações pulmonares.

Pessoas de todas as idades podem sofrer de RGE ou RLF.

Leia Também:  Dr. Fabiano Moura

Dentre às possíveis causas do refluxo, destacam-se aquelas relacionadas ao estilo de vida, como estresse, obesidade, alimentação inadequada e fora de hora, tabagismo e o abuso de álcool e alguns medicamentos, como anti-inflamatórios e sedativos para dormir.

Alterações, como hérnia de hiato, contrações anormais do esôfago e esvaziamento lento do estômago são exemplos de causas físicas ou anatômicas.

Nos bebês, o refluxo normalmente é causado pela imaturidade dos esfíncteres do esôfago, o que costuma se resolver após um ano de idade.

A maioria dos pacientes portadores de RGE ou RLF têm bom resultado com o tratamento clínico, baseado na mudança de alguns hábitos alimentares além do uso de medicamentos.

Em casos em que os sintomas se tornam crônicos e que passam a trazer outras consequências mais sérias para o paciente, a cirurgia pode ser indicada.

Mudança de Hábitos para Prevenir o RGE e RLF: não se alimentar nas 2-3 hrs antes de se deitar. Evitar bebidas alcoólicas. Comer pequenas refeições, várias vezes ao dia, mastigando bem. Evitar o consumo excessivo de: cafeína, chocolate, massas e pães, alimentos fritos ou gordurosos, perder peso, parar de fumar.

Leia Também:  Waldir Marques

Essas são as dicas do Dr. Fabiano Santana Moura. Otorrinolaringologista. Atende do Centro Clínico e Diagnóstico São Pio X. Fone: 3307-1505 Whatsapp (62) 9962 6052

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA