Em Goiás, governo decreta situação de emergência e anuncia medidas para tentar evitar crise hídrica

Publicados


Em razão de chuvas abaixo da média e escassez de água nos últimos meses, o Governo de Goiás decretou situação de emergência na Bacia do Rio Meia Ponte, em Goiânia, pelos próximos 290 dias. O documento foi publicado no Diário Oficial desta terça-feira (13). Além disso, foram anunciadas medidas para tentar evitar uma nova crise hídrica no estado, como ocorreu em agosto do ano passado.

Dentre as principais medidas estão: Regularização das barragens; Fiscalização de outorgas e da captação irregular das bacias; Restrição ou suspensão da captação de água para atividade industrial para priorizar os moradores; Redução da perda de água captada e tratada; Realização de campanhas visando o consumo consciente e Realização de operações policiais nas bacias dos rios Meia Ponte e João Leite

Para justificar o decreto, o governo alega que as chuvas em 2017 tiveram a menor incidência dos últimos 20 anos e que a situação deve continuar “abaixo do normal” até o mês de setembro.

Leia Também:  Governo de Goiás recebe prêmios nacionais por projetos sociais de habitação

Segundo o secretário de Meio Ambiente de Goiás, Haeskar Fagundes, será feita uma parceria com o Batalhão Ambiental para fiscalizar as bacias.

“A gente vai fazer fiscalização in loco e pontuada em cada captação já outorgadas, exigindo que instale-se medidores para gente constatar e aferir realmente se estão captando acima ou dentro do limite já autorizados”, explica.

A Saneago antecipou a operação de parte da Estação de Tratamento do Sistema Mauro Borges, que capta água do Ribeirão João Leite, mas mesmo assim, o problema não foi resolvido.

Por isso, uma adutora de 13 km começou a ser construída em fevereiro deste ano. A previsão é que a obra, orçada em R$ 28 milhões, seja finalizada no início do segundo semestre e atenda, de forma regular, principalmente, a cidade de Aparecida de Goiânia.

“Tem 20% dessa obra que já está pronta e nós vamos terminar em agosto e poder ter essa segurança que o meia ponte vai ser um suplemento de água caso haja necessidade. Nos 70% onde tem água hoje em Aparecida vão receber água através dessa transposição. Não vai ter falhas como ocorreu no ano passado. Vamos precisar o linhão, os investimentos que vão garantir a solução para 100% de Aparecida e a expansão da cidade”, pontua.

Leia Também:  Número de mortes por gripe em Goiás sobe para 36

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CONCURSO

Abertas as inscrições para o concurso da Polícia Penal de Goiás

Certame oferece 1,6 mil vagas, com salário inicial de R$ 5,9 mil; seleção exige diploma de nível superior.

Publicados

em

DGPP vai receber 1,6 mil novos policiais penais: inscrições para o concurso seguem abertas até 14 de agosto. Foto: DGPP

Estão abertas, a partir desta terça-feira (16), as inscrições para o concurso público que vai preencher 1,6 mil vagas para o cargo de policial penal em Goiás. O cadastro deve ser feito pelo site do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC), com taxa de R$ 150. Para concorrer ao cargo, o candidato deve ter diploma de nível superior, em qualquer área, registrado em instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).  O salário inicial para o cargo é de R$ 5.971,42, para uma carga horária de 40 horas semanais.

O certame será conduzido pelo IBFC, sob coordenação da Secretaria de Estado da Administração (Sead), e os aprovados serão lotados na Diretoria-Geral de Polícia Penal (DGPP), órgão ligado à Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). O exercício do cargo exige a realização de viagens e a prestação de serviços fora do expediente e do local de trabalho.

A seleção será dividida em sete fases: prova objetiva, prova discursiva, avaliação médica, avaliação de aptidão física, avaliação psicológica, avaliação de vida pregressa e investigação social e avaliação de títulos. Candidatos com deficiência também passarão por avaliação de equipe multiprofissional. A data provável da aplicação das provas objetiva e discursiva é 15 de setembro, nas cidades de Aparecida de Goiânia, Caldas Novas, Formosa, Goiânia, Goianésia, Itaberaí, Luziânia, Rio Verde e São Luís de Montes Belos.

Leia Também:  Número de mortes por gripe em Goiás sobe para 36

O período de inscrições vai até o dia 14 de agosto de 2024. O edital completo está disponível no portal do IBCF (www.ibfc.org.br) e no site da Sead – em Acesso Rápido / Concursos e Seleções.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA