Em Goiás, lei do farol gera mais de 560 mil multas

Publicados


O ano de 2017 nas rodovias goianas se encaminha para o fim com 566.835 infrações registradas, até ontem, por ausência de faróis acesos. O número, referente a estradas federais e estaduais, é considerado alto e fica atrás somente do de multas aplicadas por excesso de velocidade, segundo as polícias rodoviárias Federal e Estadual.

Do total, 472.946 autuações dizem respeito às rodovias estaduais. O quadro, no entanto, é de diminuição no número de multas. Segundo um levantamento realizado pela Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRE), após um início de ano marcado por muitas faltas dos motoristas, com mais de 100 mil infrações concentradas nos dois primeiros meses, registrou-se em dezembro o segundo menor número de penalidades em 2017 – 29.193, contra 23.829 de setembro.

Para o coronel Márcio Vicente da Silva, comandante do policiamento rodoviário estadual, o número expõe uma mudança de comportamento dos motoristas, uma vez que, segundo ele, a fiscalização – realizada de forma visual por agentes, em postos policiais ou ao longo da rodovia, com ou sem abordagem – segue sendo feita da mesma forma.

Leia Também:  1.600 Vigilantes Penitenciários Temporários devem ser chamados pelo Governo

“Mesmo dezembro sendo um mês de aumento de tráfego, julgamos que o número tenha sido menor por uma maior conscientização dos condutores em cumprir a lei”, explica Silva. Como comparação, julho, outro mês de férias, apresentou uma alta, com mais de 47 mil autuações.

Nas rodovias federais do Estado, neste ano, foram registradas 93.889 infrações. O número também é visto como alto pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Grande parte das irregularidades pode ser causada pela confusão feita com relação à delimitação do perímetro urbano, que, nas estradas estaduais, correspondem aos trechos em que o farol aceso não é exigido, segundo avalia o inspetor Newton Morais, assessor de comunicação da PRF.

“Muita gente acha que não precisa acender o farol no perímetro urbano das BRs devido à Lei Estadual, mas isso não importa. Em rodovias federais é obrigatório”, frisa ele.

Em Goiás, são nove os trechos de GOs que passam dentro do perímetro urbano, nos quais os condutores têm de redobrar a atenção. Nos pontos em que as rodovias deixam a área de cidade, a Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) instalou, no fim do ano passado, placas indicando a obrigatoriedade do farol aceso.

Leia Também:  A partir de amanhã (4), Detran-GO volta aplicar provas de direção para CNH

Nestes trechos, são “tolerados” alguns quilômetros desde o ponto limítrofe, para que só então as autuações sejam realizadas pelo policiamento rodoviário estadual, segundo o coronel Márcio Vicente da Silva.

Os equívocos dos motoristas também são avaliados pelo comandante como fatores que influenciam no número de multas aplicadas. “O condutor liga o farolete do carro e acha que ligou o farol, mas não é a mesma coisa e muitas infrações ocorrem por causa disso. É preciso prestar atenção nisso”, diz ele.

A infração, considerada média, causa quatro pontos na carteira e multa de R$ 130,00. 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESTADO

Municípios do Nordeste Goiano recebem tratores e caminhões para apoio à agricultura familiar

Maquinário adquirido por R$ 1,8 milhão vai incentivar ações ligadas a produção de mandioca e outras atividades de pequenos produtores em Porangatu, Posse, Cavalcante e Flores de Goiás.

Publicados

em

Representantes de quatro municípios goianos assinaram termos de cessão de uso de seis tratores e quatro caminhões nesta terça-feira (25), em evento de entrega técnica na sede da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). Adquirido com recursos do Tesouro Estadual, no valor total de R$ 1,8 milhão, o maquinário será utilizado em ações de apoio à agricultura familiar, sobretudo o fortalecimento da Cadeia Produtiva de Mandioca.

Os municípios beneficiados foram Porangatu, Posse e Cavalcante, com um trator e um caminhão para cada, bem como Flores de Goiás, que recebeu dois tratores e um caminhão. A Agência Goiana de Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater) também recebeu um trator, que será utilizado na estação experimental localizada no município de Porangatu, onde estão sendo desenvolvidas variedades mais produtivas e adaptadas de mandioca.

De acordo com o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça, a agilização da entrega de máquinas e equipamentos aos municípios das regiões Norte e Nordeste, bastante afetados pelas chuvas no fim do ano passado e início deste ano, foi uma determinação do governador Ronaldo Caiado. “Nas próximas semanas serão entregues mais de R$ 4,3 milhões em maquinário para todos os municípios atingidos pelas chuvas, recursos oriundos de convênios com o governo federal, emendas parlamentares e verba do Tesouro Estadual”, antecipou ele.

Leia Também:  Advogados inadimplentes não poderão votar nas eleições da OAB-GO

Nesta primeira rodada de repasses aos municípios, foram entregues veículos adquiridos como recursos do Tesouro Estadual. Os tratores, da marca Yanmar/Solis, modelo Solis-75, custaram R$ 137 mil cada. Já os caminhões, da marca VW, modelo VW Delivery Express+, foram adquiridos por R$ 250 mil cada. O evento foi prestigiado pelo presidente do Sistema Faeg Senar, deputado federal José Mário Schreiner, pelo secretário estadual da Retomada, César Moura, pelo presidente da Emater, Pedro Leonardo Rezende, pelos prefeitos Dr. Helder Bonfim (Posse), Vilmar Kalunga (Cavalcante), Altran Avelar (Flores de Goiás), pela presidente da Porangatu Prev, Marlúcia Dourado (representando a prefeita Vanuza Valadares), pelo assessor executivo do Governo de Goiás, Maycllyn Carreiro, pelo superintendente de Desenvolvimento Rural Sustentável da Seapa, Donalvam Maia, além de vereadores e assessores.

Valorização“Este é um momento extremamente importante porque estamos valorizando quem mais precisa. O Nordeste Goiano está passando por um momento difícil, estamos entregando ferramentas para as pessoas trabalharem. Essa é a diferença do Governo Caiado, ele cuida do social, mas também se preocupa em oferecer condições para que a região possa se desenvolver”, destacou o deputado federal José Mário Schreiner, que também é presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg).

Leia Também:  1.600 Vigilantes Penitenciários Temporários devem ser chamados pelo Governo

Prefeito de Flores de Goiás, Altran Avelar destacou a parceria entre Governo de Goiás, Prefeituras, Governo Federal, Assembleia Legislativa, Bancada Federal, Faeg e outras entidades para vencer os obstáculos burocráticos e promover avanços no Nordeste Goiano. “Fico feliz de perceber que estamos trilhando o mesmo caminho e na mesma direção. Recebo esse maquinário com gratidão e orgulho. Podem ter certeza que ele cumprir sua finalidade”, garantiu.

O prefeito de Cavalcante, Vilmar Kalunga, relatou a situação difícil vivida pelos moradores locais com as fortes chuvas. Ele agradeceu o apoio recebido da parte do governador Ronaldo Caiado e da equipe de auxiliares nas últimas semanas. “Todos os secretários têm nos apoiado”, declarou. Segundo Kalunga, o trator recebido em regime de cessão de uso vai ajudar na conservação de estradas vicinais e outros serviços da Prefeitura. “A maioria da nossa população depende de estradas vicinais, então receber esse maquinário é um sonho que se transforma em realidade”, afirmou ele.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA