Política

Em Porangatu, OS é suspeita de contratar anestesista sem registro para atuar

O Instituto Alcance foi notificado pela Secretaria Municipal de Saúde e suspendeu vínculo com a empresa da profissional por tempo indeterminado.

Publicados

A médica e sócia da empresa Lobo Verri Serviços Médicos Eireli, Verônica Maria Lobo Verri, que gere o RH Médico do Hospital Municipal (UPA) e Hospital Municipal de Porangatu (MMP), está sendo acusada de ter apresentado “registro falso de anestesista” e ter sido contratada para exercer essa profissão no município.

 “Ela não é anestesiologista, pois não possui registro na Sociedade Brasileira de Anestesiologia, nem na Associação Médica do Brasil (que homologa os diplomas emitidos pelas Sociedades das especialidades médicas), nem tampouco tem registro de nenhuma especialidade junto ao CRM”, esclareceu o presidente do Conselho de Saúde de Porangatu, André Gomide.

Entretanto, para o superintendente da Organização Social (OS), Ronnie Cabral, a profissional e o esposo, que também é médico, estariam sofrendo perseguição por serem de outro Estado. Apesar disso, há um ofício assinado por ele em resposta à Secretária Municipal de Saúde (SMS), suspendendo o contrato com a empresa dos médicos por tempo indeterminado “até que se esclareça as inconsistências”.

André Gomide diz que a médica Verônica apresentou um diploma falso de membro da Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA). “Diploma este apresentado à SBA e com resposta negativa quanto ao registro da médica junto a esta sociedade de especialidades médica, o que é crime de falsidade ideológica e falsificação de documento”.

Leia Também:  Em Jaraguá, homem é preso após agredir a mãe e a irmã após uso de entorpecentes

Por outro lado, Cabral argumenta que ela “não foi contratada como anestesiologista. Foi contratada como plantonista dos leitos críticos/UTI, coordenadora da equipe multidisciplinar da UTI e suporte a escala de anestesista”. Segundo ele, a médica está devidamente registrada no Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego), “em pleno direito do exercício da profissão. Inclusive para exercer a medicina na sua plenitude, conforme resolução do CFM”, mencionou.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

Câmara de Vereadores de Ceres realiza a 5ª Sessão Ordinária do mês de junho

Publicados

em

Na última quarta-feira (29), sob a presidência do Vereador Valdson Roberto da Silva, foi realizada a 5ª Sessão Ordinária do mês de junho de 2022. Na oportunidade foram apreciadas e votadas as seguintes matérias:

Moção de Aplausos ao Pastor Adilson Soares Ferreira

Moção de Pesar a Sra. Divina Lucas Gomes

Moção de Pesar ao Sr. Manoel José Vieira

Moção de Pesar a Sra. Vanderleia Neves Rodrigues de Souza

Moção de Pesar a Sra. Anésia Saluste Cardoso

 

Aprovado em 2ª Votação o Projeto de Lei nº 012/2022, autoria do Poder Executivo que “Dispõe sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2023”. 

 

REQUERIMENTOS

Nº. 209/2022

De autoria dos vereadores Reiller Seabra de Brito e Glicério de Moraes Mendes Júnior, requerem ao Chefe do Poder Executivo e à Secretaria de Educação, Cultura e Esporte, o reparo na grelha de escoamento de água pluvial do estacionamento da Escola Municipal Pequeno Príncipe e o calçamento da entrada e saída da referida Escola.

Justificativa: Solicitação de pais e servidores.

Leia Também:  Rialma: Prefeitura anuncia data da realização do Concurso Público

 

Nº. 210/2022

De autoria dos vereadores Reiller Seabra de Brito e Glicério de Moraes Mendes Júnior, requerem ao Chefe do Poder Executivo e à Secretaria de Obras, o reparo no meio fio na rua 09, setor Jardim Sorriso II.

Justificativa: Após a intervenção da empresa contratada para a reconstrução asfáltica, houve a retirada do meio fio existente e não fizeram a colocação ou reparo dos já existentes. Uma solicitação dos moradores que durante o período chuvoso poderá danificar calçadas e fossas sépticas.  

 

Nº. 211/2022

De autoria do Vereador Frederico de Oliveira Santos, requer ao Chefe do Poder Executivo e à Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte providências para que a Centro Municipal de Educação Infantil Mirma Maria de Moura – CMEI, localizada no Setor Vila Pedrosa, volte com seu funcionamento normal para atender as crianças do referido setor, como também, do setor Aldeia do Vale, Jardim Suíço I e II.

Justificativa: Os CMEIs do nosso município se encontram com superlotação gerando um grande transtorno, e também há uma grande dificuldade no transporte pois não há para todos e alguns pais não tem condições de pagar o transporte para seus filhos, deixando assim crianças sem atendimento.

Leia Também:  Morre candidato do PP a prefeito de Itumbiara

 

Ver. VALDSON ROBERTO DA SILVA

Presidente

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA