Plantão Policial

Forças policias realizam prisão em Rubiataba de cinco suspeitos de homicídios em Goiás

Dentre os presos estão três criminosos de alta periculosidade, membros de uma facção criminosa atuante em Goiás e em poder dos criminosos, as autoridades apreenderam armas e munições.

Publicados

Forças policias realizam prisão em Rubiataba de cinco suspeitos de homicídios em Goiás. Foto: PM

Na noite desta terça-feira (14), uma operação integrada da Polícia Civil (PC) e da Polícia Militar (PM), culminou na prisão de cinco suspeitos de envolvimento em homicídios tentados e consumados em Goiás. Conforme a polícia, as prisões são oriundas de investigações iniciadas no sábado (11), após uma tentativa de homicídio em Porangatu, ocasião que os suspeitos teriam efetuado pelo menos 10 disparos de pistola calibre .40 em desfavor da vítima.

A PC através do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Porangatu, juntamente com policiais militares da Inteligência do 12º Comando Regional de Polícia Militar (CRPM) e do Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) do 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Porangatu, iniciaram diligências contínuas e consumaram na prisão em flagrante dos suspeitos em Rubiataba no Vale do São Patrício.

Dentre os presos estão três criminosos de alta periculosidade, membros de uma facção criminosa atuante em Goiás e em poder dos criminosos, as autoridades apreenderam armas e munições.

Leia Também:  PF desencadeia operação no combate ao contrabando internacional de cigarros, em Catalão

Além dos policiais civis do GIH de Porangatu e dos policiais militares da Inteligência do 12º CRPM e do GPT do 3º BPM de Porangatu, a operação contou com a participação de policiais militares da Companhia de Policiamento Especializado (CPE) da 7ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), da CPE da 28ª CIPM, da 4ª Companhia de Polícia Militar Rural, e das Agências de Inteligência do 12º CRPM e da 7ª CIPM.

Os nomes dos envolvidos não foram divulgados, razão pela qual nossa reportagem não localizou a defesa dos mesmos.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

Homem é preso suspeito de atropelar e matar mulher em motocicleta; Assista

A delegada da PC, disse que o investigado ingeriu bebida alcóolica, entendendo que ele assumiu o risco de provocar o acidente.

Publicados

em

Homem é preso suspeito de atropelar e matar mulher em motocicleta. Foto: Captura do Vídeo

Um motorista que não teve a identidade divulgada é suspeito de atropelar e matar uma mulher de 22 anos e deixar o companheiro dela de 25 anos, com lesões graves. Ele foi preso nesta sexta-feira (24) em Aparecida de Goiânia. Conforme a Polícia Civil (PC), antes do acidente o motorista consumiu bebidas alcóolicas em uma distribuidora.

As imagens de câmeras de segurança mostram quando o casal está trafegando em uma motocicleta e é surpreendido pelo veículo que acerta eles de frente. Em decorrência do impacto, a moto é arremessada a vários metros de distância e o casal fica caído no chão. Através de outra câmera que também registrou o acidente, é possível visualizar o homem e a mulher no asfalto. Eles parecem não conseguir se mexer.

A delegada da PC, Luiza Veneranda, que investiga o caso, disse que em 31 de março o suspeito de 52 anos saiu de uma distribuidora de bebidas, dirigiu na contramão e, em alta velocidade, provocou o acidente que matou Hester Valéria Pereira Dutra.

Leia Também:  PF desencadeia operação no combate ao contrabando internacional de cigarros, em Catalão

“Acabou provocando um acidente que ocasionou no falecimento da vítima Hesther, de 22 anos, bem como nas lesões corporais gravíssimas do seu companheiro”, disse a delegada.

A delegada disse também que no curso das investigações a PC descobriu que o motorista faz uso de remédios controlados que não poderiam ser misturados com bebida alcóolica. Segundo a PC, o motorista investigado não prestou socorro às vítimas e saiu do local do acidente. O homem Ele é portador de epilepsia.

“A partir desses elementos eu representei pela prisão desse investigado por entender que agiu em dolo eventual, ou seja, ele assumiu o risco de provocar o evento doloso”, disse Luiza.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA