Furtos e roubos de cargas em Goiás caem quase 50% no segundo semestre

Publicados


A Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas (Decar) registrou quase metade das ocorrências no segundo semestre deste ano, em relação a 2016. De junho a novembro de 2017, foram instaurados 217 procedimentos pela especializada contra os 400 que deram entrada no ano passado.

O aumento do grau de complexidade e da escala das investigações realizadas, as seguidas operações de grande escopo e o foco na repressão a organizações criminosas são considerados fatores determinantes para a diminuição dos casos.

De janeiro a novembro, a diminuição do número de ocorrências registradas de furtos e roubos de cargas também foi significativa: 425 neste ano contra 618 em 2016, uma redução percentual de 32% no comparativo entre os dois períodos.

Conforme as autoridades policiais que coordenam os cartórios que compõem a especializada, a dedicação dos policiais e o apuro no processo de formação de investigadores especializados na apuração desse tipo de crime, tanto nos aspectos técnicos quanto na dimensão operacional, também são fatores que contribuíram de forma determinante para que se alcançassem os resultados obtidos.

Leia Também:  Em Goiás, pedágios das BRs-060 e 153 terão que aceitar Pix como forma de pagamento

 

Organização criminosa

A Decar foi uma das delegacias especializadas que mais realizaram prisões ao longo de 2017. Em 21 de novembro, a unidade efetuou sua centésima prisão neste ano ao capturar Bruno de Freitas Gonçalves, membro de uma estruturada organização criminosa especializada no roubo de cargas de gêneros alimentícios.

Por conduzir investigações cujo principal objetivo é desarticular todo o sistema de funcionamento de grupos com alto nível de complexidade, a Decar foi capaz de retirar de circulação quadrilhas  que causavam grandes prejuízos. Exemplo das resultantes positivas desse esforço foi dado pela Operação Desvio do Mal.

Concluída no início de maio de 2017, na ação foi desbaratada uma organização criminosa liderada pelo proprietário de uma cerealista, um dono de transportadora e um motorista que causaram prejuízos cujo valor ultrapassa R$ 2 milhões.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESTADO

Conheça a fotografia das Cavalhadas de Pirenópolis que ganhou 1º lugar em concurso da Wikipédia

Registro da fotógrafa Michelly Matos foi feito no circuito de 2023 e agora concorre à etapa internacional da premiação. Secult Goiás lançou fotolivro dos festejos com versão impressa e on-line.

Publicados

em

Conheça a fotografia das Cavalhadas de Pirenópolis que ganhou 1º lugar em concurso da Wikipédia.

Com foto que registra os mascarados das Cavalhadas de Pirenópolis, Michelly Matos é a ganhadora do concurso de fotografia da Wikipédia. O Wiki Loves Cultura Popular (WLCP), também conhecido como Wiki Loves Folklore (WLF) em inglês, é uma competição fotográfica anual, organizada por membros da comunidade Wikimedia em todo o mundo. Em 2024, Michelly Matos conquistou o primeiro lugar na etapa nacional com a foto Cavalhadas de Pirenópolis (GO) e agora concorrerá com fotografias de todo o mundo na etapa internacional.

Para Michelly Matos, “esse prêmio é resultado de muita dedicação, sensibilidade e renúncias. Significa ser reconhecida enquanto artista e goiana de coração. Trazer um prêmio para o estado que me acolheu ainda criança, quando ser fotógrafa era um sonho distante, é uma retribuição do quanto fui e sou feliz aqui. Minha primeira vez ganhando prêmio em 1º lugar. É uma confirmação de que estou ao lado de pessoas excepcionais agregando e enriquecendo com muita sensibilidade e amor, a cultura do Estado”.

Leia Também:  Governo de Goiás aplica R$ 1,35 bilhão na educação estadual

A fotógrafa registrou as Cavalhadas em 2023 para o Idheas, organização social que operacionalizou o Circuito Cavalhadas junto ao Governo de Goiás e também faz parte da equipe oficial de cobertura das Cavalhadas 2024. Seu trabalho tem como foco a beleza da diversidade. Além da cultura popular e de registros das manifestações culturais de Goiás, Michelly tem uma relação íntima com associações e instituições de atenção a pessoas com deficiência, em especial com o Instituto Nacional de Nanismo.

Você pode conferir mais registros de Michelly Matos em suas redes do instagram, no perfil @michellymatoss; e também no fotolivro do Circuito das Cavalhadas, disponibilizado pelo Governo de Goiás, no portal da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), pelo link abre.go.gov.br/eb9b025.

Fotolivro Circuito das Cavalhadas 2023

Produzido pela Secult Goiás, com apoio da Universidade Federal de Goiás (UFG) e do Instituto Idheas, o fotolivro traz 92 páginas com registros fotográficos das batalhas entre cristãos e mouros de 2023, com suas princesas e personagens, além de informações e curiosidades que retratam a grandiosidade das festas, a devoção religiosa e a vibração da comunidade durante as Cavalhadas.

Leia Também:  Após 62 anos de vida política, morre Iris Rezende

A publicação é produzida pela Secult Goiás, com apoio da Universidade Federal de Goiás (UFG) e do Instituto Idheas, e também um mapa das localidades que realizam os festejos.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA