Política

Governo de Goiás lança edital para reconstrução da Casa do Idoso, na Vila Mutirão

Inaugurada na década de 1980, a unidade levantada em placas de concreto será totalmente reedificada. Com investimento previsto de R$ 10,9 milhões, Goinfra irá implantar 24 unidades habitacionais e um centro comunitário, que terá espaços para lazer e promoção à saúde.

Publicados

Com reconstrução da Casa do Idoso, Governo de Goiás garantirá moradia digna com espaços para convivência e práticas de lazer e saúde. Fotos: Maquetes em 3d.

O Governo de Goiás publicou, na última quinta-feira (05), edital para contratar as obras de reconstrução da Casa do Idoso, na Vila Mutirão, em Goiânia. A Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), em parceria com a Secretária de Estado de Desenvolvimento Social (Seds), elaborou o projeto arquitetônico moderno para transformar o local em um complexo com 24 unidades habitacionais e um centro comunitário, com espaços para convivência e ambientes para práticas de lazer e de promoção à saúde. O investimento previsto é de mais de R$ 10,9 milhões.

“Atendendo à determinação do governador Ronaldo Caiado e às orientações da primeira-dama Gracinha Caiado, vamos entregar uma nova Casa do Idoso. Toda a infraestrutura está norteada pelas normas de acessibilidade e de moradia digna, garantindo qualidade de vida e cidadania”, aponta o presidente da Goinfra, Lucas Vissotto.

A unidade da Vila Mutirão é uma Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPIs). Além das 24 unidades habitacionais, os moradores terão à disposição um centro comunitário com sala de enfermagem; sala de atendimento psicológico e de assistente social; refeitório e salão de festas; sala de artesanato e de terapia ocupacional; espaço de atividades físicas, como pilates e RPG, e apoio para reabilitação fisioterápica; e piscina para aulas de hidroginástica.

Leia Também:  Caiado nomeia mais de 800 novos policiais aprovados em concurso

O local contará ainda uma área administrativa, sala de descanso para funcionários que trabalham em regime de plantão e sala de informática, para atividades de ensino e aprendizagem para até seis alunos por vez. Os moradores terão também contato com a natureza nos espaços abertos, com passarelas cobertas, o que propiciará ainda mais a sensação de pertencimento e laços com a comunidade.

“Teremos um espaço de referência no atendimento aos idosos. Além da ampliação dos serviços proporcionados com essa obra, teremos a oportunidade de implantação de atendimentos que não existiam”, destaca o secretário de Desenvolvimento Social, Wellington Matos.

Histórico

Construída na década de 1980, a unidade foi executada com materiais simples à época, como paredes de placas de concreto, com espaços reduzidos e sem atender aos requisitos de acessibilidade. Na reconstrução, as moradias e o centro comunitário terão ambientes mais amplos, que vão atender aos requisitos legais de acessibilidade, a exemplo dos banheiros, que terão barras de apoio, bancada e banco de banho.

Com capacidade para 16 pessoas, a sala de artesanato e terapia ocupacional terá bancadas de apoio e tanques para higienização dos materiais. Já o salão de festas e refeitório atenderá duas demandas. No dia-a-dia, será um espaço para alimentação. Em dia de eventos, o ambiente oferecerá um palco e portas com grandes aberturas para que os moradores possam circular sem obstáculos. “A população da terceira idade requer atenção especial, principalmente no âmbito da saúde, lazer, edificações seguras e agradáveis, e é o que o Governo de Goiás irá entregar”, arremata o presidente Lucas Vissotto.

Leia Também:  Bolsonaro tem a maior aprovação dentre as maiores cidades goianas

Edital

A abertura da concorrência para as empresas interessadas na reconstrução da Casa do Idoso ocorrerá no dia 6 de fevereiro, às 9h. O edital e os anexos estão disponíveis no site da Goinfra, na aba Licitações e no Portal de Licitações.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESTADO

Emater comercializa hastes de pequi com e sem espinhos para viveiristas

Objetivo é reproduzir as plantas selecionadas e disponibilizar para o mercado mudas com qualidade genética.

Publicados

em

Viveiristas interessados em hastes de pequi devem preencher formulário até 08 de março. Fotos: Emater

Com o objetivo de contribuir para a reprodução de mudas de pequi com e sem espinhos para atender a demanda do mercado, a Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater) vai comercializar hastes com gemas para enxertia de cinco cultivares para viveiristas. Os interessados devem manifestar interesse no período de 28 de fevereiro a 8 de março por meio do formulário disponível no site da Agência.

Para adquirir as hastes, os viveiristas devem estar cadastrados no Registro Nacional de Sementes e Mudas (RENASEM) do Ministério da Agricultura e Pecuária, possuir mudas aptas para enxertia e estarem interessados em formar um jardim clonal para comercialização. As cultivares de pequizeiro disponíveis foram desenvolvidas pela Emater em parceria com a Embrapa Cerrados.

As hastes para enxertia serão comercializadas com base no número de gemas pelo preço de R$ 2,00 cada, sendo as embalagens por conta dos solicitantes. Cada viveirista poderá adquirir até 100 gemas de cada cultivar, sendo a oferta limitada ao estoque disponível e condicionada à manifestação de interesse.

Leia Também:  Caiado nomeia mais de 800 novos policiais aprovados em concurso

Após envio dos documentos, os viveiristas aptos à aquisição das hastes serão comunicados para os trâmites de pagamento. A retirada será realizada depois da confirmação do pagamento e ocorrerá no período de 11 a 29 de março (11 a 29/03), mediante agendamento prévio de no mínimo três dias. É possível agendar pelo e-mail pequi.emater@goias.gov.br ou pelo telefone (62) 3201-3207 e a retirada será na sede da Emater, em Goiânia.

A Emater e a Embrapa Cerrados poderão revogar a presente oferta por interesse público, antes da entrega das hastes e declará-lo nula por motivo de força maior, caso seja constatada qualquer ilegalidade ou não conformidade. Para mais informações, o interessado deve entrar em contato pelo e-mail pequi.emater@goias.gov.br ou telefone (62) 3201-3207.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA