Nota de Falecimento

Itapaci: Sargento da PM morre em decorrência da Covid-19; Veja o cortejo

Publicados

Nesta sexta-feira (26), morreu o 2º Sargento da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-GO), José Luiz Machado aos 57 anos, morador de Itapaci.

Zé Luiz como era carinhosamente conhecido, estava internado desde o dia 25 de janeiro em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Goianésia e buscava em uma dura luta contra as complicações pela Covid-19.

Ele era lotado no 44º BPM e serviu a PM-GO por mais de 30 anos e já estava próximo de sua aposentadoria.

O sargento foi sepultado no Cemitério Municipal Jardim da Paz em Itapaci, após o cortejo realizado na cidade.

 

Ronaldo Caiado presta condolências

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, também prestou condolências à família do sargento: “Muito triste vir aqui no meu Instagram lamentar mais um falecimento pela Covid-19 no nosso Estado. Perdemos o 2º sargento José Luiz Machado, primeiro policial da ativa a morrer nessa segunda onda do coronavírus. Aos seus familiares e sua esposa, dona Elisângela, toda a minha solidariedade e de @gracinhacaiado. Aos demais seguidores que me acompanham por aqui, um apelo: vamos ter mais respeito com as nossas vidas e com a vida de quem tanto amamos”.

Leia Também:  Faleceu o comunicador e advogado Gil Negrão

 

Veja a nota de pesar da PM-GO

Nota de Falecimento 2º Sargento José Luiz Machado – é com imenso pesar que a Polícia Militar de Goiás informa o falecimento do 2º Sargento José Luiz Machado, da ativa, lotado no 44º BPM. O falecimento ocorreu na tarde de hoje, 26/02/2021, no hospital São Carlos, Goianésia, por Covid-19.

A Polícia Militar se solidariza e deseja que Deus, em sua infinita bondade, conforte e fortaleça a todos os familiares e amigos neste momento.

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

JORNAL DO VALE – Um jornal a serviço da nossa região, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESPORTES

Paulo Diniz, ex-presidente do Vila morre de Covid-19 depois de perder o filho

O último mandato de Paulo Diniz foi em 2012 e 2013, no comando do conselho deliberativo

Publicados

em

O ex-presidente do Vila Nova, Paulo Diniz, morreu nesta segunda-feira (12) vítima da Covid-19. A notícia foi confirmada pelo clube. O dirigente colorado, que esteve no comando do time no início dos anos 2000, estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva e não resistiu. Seu filho, Paulo Júnior, também morreu da doença.

O último mandato como presidente executivo foi em 2002 e 2003, no entanto, Paulo Diniz esteve à frente do conselho deliberativo do time em 2012 e 2013. O Vila Nova usou as redes sociais e seu site para destacar a importância do dirigente e lamentar a perda.

Outro dirigente colorado também segue na luta contra a Covid-19. O ex-presidente Joás Abrantes, que dirigiu o clube de 2012 até 2014, está internado na UTI, porém ele não está entubado.

 

Veja a nota do Vila Nova:

É com pesar, consternação e profunda tristeza que o Vila Nova Futebol Clube recebe a notícia do falecimento de Paulo Diniz, ex-dirigente e ex-presidente do clube. Paulo faleceu na tarde desta segunda-feira, 12, vítima fatal da Covid-19. Internado há dias na UTI, não resistiu à doença e se juntou ao filho Paulo Júnior, também vítima fatal do novo coronavirus.

Paulo foi presidente executivo e do Conselho Deliberativo do Vila no início dos anos 2000. Seu último mandato foi em 2012-2013, à frente do CD. À familiares e amigos, os mais sinceros sentimentos da Instituição que tanto recebeu a devoção de Paulo. Que ele possa encontrar descanso eterno no colo do Pai.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Goianésia: Chuva forte destrói tenda onde eram feitos exames para Covid-19
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA