Maio Amarelo

Palestra Maio Amarelo na Cooper-Rubi em parceria com a PRF

A ação foi desenvolvida pelos policiais Gustavo e Geraldina. As condutas evitáveis são: ultrapassagens indevidas, velocidade incompatível, ingestão de álcool, falta de atenção e desobediência às leis de trânsito.

Publicados

Palestra Maio Amarelo na Cooper-Rubi em parceria com a PRF. Fotos: Divulgação/Cooper-Rubi

Quase 80% dos acidentes poderiam ser evitados por mudanças de conduta dos motoristas. E preocupada com esses índices, a usina em Rubiataba no Vale do São Patrício, Cooper-Rubi, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), desenvolveu palestra com os motoristas canavieiros da unidade.

A ação foi desenvolvida pelos policiais Gustavo e Geraldina. As condutas evitáveis são:  ultrapassagens indevidas, velocidade incompatível, ingestão de álcool, falta de atenção e desobediência às leis de trânsito.

O Movimento Maio Amarelo surgiu em 2011 a partir da decretação da Década de Ação para a Segurança no Trânsito, pela Organização das Nações Unidas (ONU). Desde então, o mês de maio se tornou calendário de referência para a intensificação de ações em diversos países, visando a redução da violência no trânsito. Como curiosidade, a cor amarela foi escolhida por representar o sinal de “atenção” na sinalização das vias, mais especificamente nos semáforos.

Resolução do CONTRAN estabelece que as campanhas educativas de trânsito em 2023, a serem veiculadas pelos órgãos do Sistema Nacional de Trânsito (SNT), contenham a mensagem “No trânsito, escolha a vida”. Para o Maio Amarelo deste ano, a Polícia Rodoviária Federal foi além e acrescentou o tema “Nossas escolhas salvam vidas”, reforçando a necessidade de conscientização e a convicção de que a maior parte dos acidentes pode ser evitada. Entre as ações programadas para a campanha deste ano, destacam-se as iniciativas de educação para o trânsito, como o cinema rodoviário e ciclos de palestras em escolas e empresas, além de ações publicitárias diversas.

Leia Também:  Covid-19: mortes sobem para 555,4 mil e casos, para 19,8 milhões

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

VALE DO SÃO PATRÍCIO

Ceres: Transferência do Coronel Lusdenes da regional Ceres gera insatisfação

Conforme informações, autoridades e políticos da região estão se mobilizando para reverter a situação.

Publicados

em

Lusdenes Rodrigues Alencar, o Coronel Lusdenes. Foto: Redes Sociais

Nesta terça-feira (16), a imprensa foi informada da transferência de Lusdenes Rodrigues Alencar, o Coronel Lusdenes do Comando Regional de Ceres no Vale do São Patrício após determinação do Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-GO).

A decisão pegou todos de surpresa, já que as mudanças de tal natureza ocorrem quando os resultados na segurança pública não são satisfatórios. Desta forma, a referida decisão gerou insatisfação tanto na tropa quanto nos municípios que compõe o comando regional, revelando uma falta de planejamento.

O trabalho de polícia comunitária que foi e está sendo desenvolvido com todas as forças de segurança pública na região, e do operacional reconhecido pela redução dos índices de criminalidade, uma marca registrada do atual comando. Ademais, a comunidade, que acompanha de perto o trabalho diferenciado e transparente desde a chegada de Lusdenes, está determinada a buscar sua permanência.

Desta forma, autoridades e políticos da região estão se mobilizando para reverter a situação, buscando diálogo com o Secretário de Segurança Pública e o Governo do Estado. A mobilização se deve ao reconhecido trabalho desenvolvido na região, caracterizado pela união das forças de segurança pública com o comércio, prefeituras e autoridades da persecução penal.

Leia Também:  Prefeitura determina horário para funcionamento de estabelecimentos comerciais, medida é para frear o avanço da Covid-19, em Ceres; Veja o decreto

O Coronel Lusdenes informou que não manifestou interesse em ir para o local determinado. Assim, evidenciada a importância da continuidade do trabalho de Lusdenes no Comando Regional de Ceres, um líder que tem demonstrado resultados positivos e conquistado a confiança da comunidade e das autoridades locais.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA