Acidente

Perícia aponta que caminhoneiro invadiu contramão na BR-364 e bateu em viatura onde estavam militares que morreram

O laudo descreveu que foi possível chegar a uma conclusão por meio das marcas de pneus no asfalto que indicaram a direção tomada por cada veículo envolvido no acidente.

Publicados

Perícia aponta que caminhoneiro invadiu contramão na BR-364 e bateu em viatura onde estavam militares que morreram. Foto: Reprodução

O laudo da perícia apontou que o caminhoneiro envolvido no acidente entrou na contramão da rodovia BR-364 e bateu na viatura onde estavam os quatro policiais militares do Comando de Operação de Divisas (COD) que morreram em Cachoeira Alta. O documento que possui 51 páginas descreve que foi possível chegar a esta conclusão por meio das marcas de pneus no asfalto que indicaram a direção tomada por cada veículo envolvido no acidente.

Em uma das páginas do laudo, o documento afirma que a viatura trafegava pela BR-364, em sua mão de direção – seguindo o devido fluxo. Ao mesmo tempo, um caminhão trafegava em sentido oposto, quando invadiu a pista contrária onde estava a viatura. Além da conclusão, o laudo demonstra ainda que as marcas no asfalto deixaram indícios de que a viatura tentou desviar do caminhão jogando o veículo para o acostamento, mas não conseguiu.

A perícia mencionou também que o tacógrafo do caminhão mediu uma velocidade entre 110km e 120km por hora no momento do acidente.

Leia Também:  Mulher encontra cobra em máquina de lavar roupas; Assista

O motorista do caminhão

Para a polícia, o motorista do caminhão disse que não fez uma ultrapassagem e nem transitou na pista contrária no momento da colisão. Ele sofreu pequenas escoriações e recebeu alta do hospital no dia seguinte ao acidente.

O delegado responsável pelo caso da Polícia Civil (PC), Guilherme Ribeiro, disse que o caminhoneiro foi ouvido ainda no local do acidente e no hospital. À polícia, o motorista alegou que a viatura da Polícia Militar (PM) perdeu o controle e acabou batendo no lado do motorista.

“Ele disse que a viatura talvez tenha perdido o controle e bateu no bico da lanterna dele. Na tese dele, não seria uma ultrapassagem da viatura. Ele fala que bateu bem no bico do veículo, lanterna com a lanterna”, explicou Ribeiro.

O nome do motorista do caminhão não foi divulgado e por tal razão a nossa reportagem não localizou a sua defesa.

O acidente

O acidente ocorreu na noite do dia 24 de abril no km 83 da BR-364, em Cachoeira Alta. Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a viatura em que os policiais estavam se envolveu em um acidente com uma carreta.

Leia Também:  João Luiz deixa hospital após se recuperar da Covid-19

Na ocasião três policiais militares morreram no local e um foi socorrido por uma unidade de Emergência da Concessionária e levado para o Hospitalar Municipal de Caçu, mas infelizmente, ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

A PRF informou que o motorista da carreta também foi encaminhado para o hospital, mas recebeu alta na manhã de quinta-feira (25).

As vítimas

Os policiais que morreram foram o Subtenente Gleidson Rosalen Abib, de 34 anos; Cabo Diego Silva de Freitas, 34 anos; 3° Sargento Anderson Kimberly Dourado de Queiroz, 42 anos e 1° Sargento Liziano José Ribeiro Junior, 44 anos.

Os policiais militares Liziano José Ribeiro Júnior, Diego Silva de Freitas, Gleidson Rosalen Abib e Anderson Kimberly Dourado de Queiroz morreram em acidente com viatura e carreta na BR-364. Foto: Reprodução/Redes Sociais

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Corpo de Bombeiros em Operação Férias são acionados após ferroada de arraia em Aruanã; Assista

A vítima, que não teve sua identidade revelada, estava acampada na área quando o incidente ocorreu.

Publicados

em

Corpo de Bombeiros em Operação Férias são acionados após ferroada de arraia em Aruanã. Foto: Captura de Vídeo do Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros na Operação Férias, em Aruanã, foram chamados para atender uma emergência na Praia do Cavalo 1, onde uma mulher de 39 anos foi ferida por uma arraia durante um momento de lazer com amigos.

A vítima, que não teve sua identidade revelada, estava acampada na área quando o incidente ocorreu. Após o rápido atendimento da corporação, ela foi prontamente encaminhada ao hospital da cidade para receber tratamento médico especializado. A ferroada de arraia é conhecida por sua dor intensa e requer intervenção médica imediata para evitar complicações.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Mulher que foi espancada por fisiculturista morre em UTI
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA