Quase 400 detentos fugiram de presídios goianos em 2017

Publicados


Segundo um balanço realizado pela Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) foram registradas um total de 392 fugas de presídios goianos neste ano de 2017, deste total, apenas 147 foram recapturados, o que corresponde a 38% dos foragidos.

Houve, no total, 89 eventos de fugas nas unidades prisionais da Seap. O feriado de Natal, por exemplo, foi marcado por três fugas no Estado, com 39 presos foragidos dos municípios de Jaraguá, Águas Lindas e Inhumas.

Segundo balanço feito pela Seap, mais de 10 agentes penitenciários ficaram feridos em serviço neste ano e um agente foi morto. Com relação ao número de detentos mortos nos presídios em Goiás, a Seap informou que foram totalizados 47 óbitos.

Após a fuga de 39 presos em presídios goianos, a Polícia Militar intensificou as ações preventivas nas áreas próximas às unidades prisionais, em todas as regiões do Estado. A corporação também está apoiando e participando de operações realizadas em conjunto com a Seap para recapturar e inibir novas tentativas de fugas por parte dos presos.

Leia Também:  Balança comercial goiana registra superávit de US$ 504 milhões em novembro

Segundo dados do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) de junho de 2016, Goiás está em 11º lugar no ranking nacional em número de detentos. Os dados apontam que a população prisional do estado corresponde a 16.917 pessoas. Desse total, 16.272 estão no sistema prisional.

Um grave problema é observado em relação ao número de vagas nas unidades prisionais do estado. Em Goiás, há apenas 7.150 vagas, o que causa um déficit de 9.767, ou seja, os estabelecimentos penais comportam mais presos do que o número de vagas disponíveis. Além disso, os dados indicam que 40% dos presos estão sem condenação e quase metade deles ainda não foi julgada, o que mostra o atraso do judiciário em Goiás.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ESTADO

Conheça a fotografia das Cavalhadas de Pirenópolis que ganhou 1º lugar em concurso da Wikipédia

Registro da fotógrafa Michelly Matos foi feito no circuito de 2023 e agora concorre à etapa internacional da premiação. Secult Goiás lançou fotolivro dos festejos com versão impressa e on-line.

Publicados

em

Conheça a fotografia das Cavalhadas de Pirenópolis que ganhou 1º lugar em concurso da Wikipédia.

Com foto que registra os mascarados das Cavalhadas de Pirenópolis, Michelly Matos é a ganhadora do concurso de fotografia da Wikipédia. O Wiki Loves Cultura Popular (WLCP), também conhecido como Wiki Loves Folklore (WLF) em inglês, é uma competição fotográfica anual, organizada por membros da comunidade Wikimedia em todo o mundo. Em 2024, Michelly Matos conquistou o primeiro lugar na etapa nacional com a foto Cavalhadas de Pirenópolis (GO) e agora concorrerá com fotografias de todo o mundo na etapa internacional.

Para Michelly Matos, “esse prêmio é resultado de muita dedicação, sensibilidade e renúncias. Significa ser reconhecida enquanto artista e goiana de coração. Trazer um prêmio para o estado que me acolheu ainda criança, quando ser fotógrafa era um sonho distante, é uma retribuição do quanto fui e sou feliz aqui. Minha primeira vez ganhando prêmio em 1º lugar. É uma confirmação de que estou ao lado de pessoas excepcionais agregando e enriquecendo com muita sensibilidade e amor, a cultura do Estado”.

Leia Também:  Gari dança enquanto faz coleta de lixo e bomba na web, em Porangatu; Vídeos

A fotógrafa registrou as Cavalhadas em 2023 para o Idheas, organização social que operacionalizou o Circuito Cavalhadas junto ao Governo de Goiás e também faz parte da equipe oficial de cobertura das Cavalhadas 2024. Seu trabalho tem como foco a beleza da diversidade. Além da cultura popular e de registros das manifestações culturais de Goiás, Michelly tem uma relação íntima com associações e instituições de atenção a pessoas com deficiência, em especial com o Instituto Nacional de Nanismo.

Você pode conferir mais registros de Michelly Matos em suas redes do instagram, no perfil @michellymatoss; e também no fotolivro do Circuito das Cavalhadas, disponibilizado pelo Governo de Goiás, no portal da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), pelo link abre.go.gov.br/eb9b025.

Fotolivro Circuito das Cavalhadas 2023

Produzido pela Secult Goiás, com apoio da Universidade Federal de Goiás (UFG) e do Instituto Idheas, o fotolivro traz 92 páginas com registros fotográficos das batalhas entre cristãos e mouros de 2023, com suas princesas e personagens, além de informações e curiosidades que retratam a grandiosidade das festas, a devoção religiosa e a vibração da comunidade durante as Cavalhadas.

Leia Também:  Balança comercial goiana registra superávit de US$ 504 milhões em novembro

A publicação é produzida pela Secult Goiás, com apoio da Universidade Federal de Goiás (UFG) e do Instituto Idheas, e também um mapa das localidades que realizam os festejos.

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA