Vale Tudo com Waldir Marques

Waldir Marques

Publicados

 

LÁ DE URUANA

O prefeito eleito Ney Canela garante em suas entrevistas às emissoras de rádio da região, que a realização da Festa da Melancia voltará para o Parque de Exposições, onde sempre foi nas imediações do Rio Urú. A população de Uruana está rindo à toa, por saber que a Festa da Melancia vai voltar para o mesmo local que era antes. “O Ney já vai começar bem a sua gestão, com essa mudança da Festa da Melancia”, comenta um cidadão daquela cidade.

EM URUANA

O prefeito Cássio Gusmão, que se elegeu em 2016 pelo MDB; que agora está no DEM, partido do Governador Ronaldo Caiado, não conseguiu a sua reeleição. A razão disso é porque Gusmão fez uma administração centralizada em quatro paredes e também por se desentender com a Câmara Municipal, que no início de seu governo, brigou com a maioria dos vereadores ou melhor, Cássio nunca foi à câmara de vereadores e tão pouco recebia vereador em seu gabinete, a não ser, os aliados de seu governo.

CONTINUA O TABU POLÍTICO EM RIALMA

Na história política de Rialma, os três ex-prefeitos que se candidataram ao cargo de vereador não conseguiram se eleger. O último agora, foi Evaldo José; anteriormente foram Getúlio de Souza e Pedro Antônio Pereira. Dessa vez, muita gente achava que Evaldo iria quebrar esse tabu, mas não conseguiu. Pelo jeito, a partir de agora, com essas três derrotas de ex-prefeitos, será muito difícil um outro ex-prefeito de Rialma querer concorrer a uma vaga à Câmara Municipal.

PREFEITO DE SÃO PATRÍCIO NÃO FAZ SEU SUCESSOR

Mesmo realizando uma administração satisfatória, o prefeito Ziquinha (DEM) não conseguiu eleger seu sucessor em São Patrício. O motivo disso, é porque o Danilo Max (MDB) é uma pessoa muito mais conhecida naquela comunidade, sendo que o mesmo já tem seus relevantes serviços prestados em prol do povo e do município. E mais que isso, Danilo apresentou as melhores propostas administrativas e também foi o candidato a prefeito que mais transmitiu confiança aos eleitores, principalmente, por ter demonstrado ser o candidato mais preparado para ocupar o cargo de prefeito do município de São Patrício. Então, foi por tudo isso que Danilo Max conquistou a vitória.

Leia Também:  Dr. Fabiano Moura

JÁ ERAM PREVISTAS AS VITÓRIAS DE FRED E EDMÁRIO

Pelos fortes comentários tanto em Ceres quanto em Rialma, nos últimos dias das eleições, a gente percebia que a candidatura de Fred estava muito forte em Rialma e que o mesmo continuava com a maior chance de vitória. E que a mesma coisa também ocorria em Ceres, que a preferência do eleitorado na candidatura de Edmário crescia a cada dia e sua chance de vitória era muito maior. Mas, apesar disso, nos três últimos dias do encerramento da campanha eleitoral, a candidatura de Rafaell teve um crescimento significativo. Se não fosse isso, a vantagem de Edmário seria ainda maior.

CANDIDATO PASSA POR VEXAME EM SÃO PATRÍCIO

Coitado do ex-prefeito Lery Guedes, que já foi prefeito no município de São Patrício por dois mandatos, oito anos consecutivos. Agora, na eleição de 2020, se candidatou ao cargo de prefeito novamente, mas passou por um grande vexame, obteve apenas 19 votos. Comenta-se naquela cidade, que uma de suas grandes burradas foi se separar de sua mulher Sandra, que era seu esteio e também o seu braço direito. Mas, dessa vez, não tinha jeito não, já estava escrito nas estrelas que a vitória seria mesmo de Danilo Max, inclusive a ex-primeira-dama votou em Max.

FREDERICO TEVE O VOTO DO POBRE E DO RICO

O candidato a vereador por Ceres, Frederico da Vila Pedrosa, surpreendeu muita gente, foi o vereador eleito com a maior votação, obtendo 1.045 votos. Pelo o que a gente sabe, é de muito tempo atrás, que ele já vem prestando um grande trabalho em prol da comunidade da Vila Pedrosa. Então, não foi à toa, que Fred da Pedrosa, como é mais conhecido, conquistou essa grande votação, foi por puro merecimento seu, pois já tem seus relevantes serviços prestados à sua comunidade, principalmente aos mais fracos, ou seja, às famílias menos favorecidas, mais pobres.

Leia Também:  Zé Alfredo Fleury

PARA QUEM ACHAVA QUE NÃO, SE ENGANOU REDONDAMENTE…

Em Rianápolis, o prefeito Zé Carlos que vinha fazendo uma administração razoável, que não agradava a maioria da população rianapolina, de uma hora para outra, nos dois últimos anos de seu governo, Zé Carlos deu uma consertada em sua administração, construiu obras e muitos outros benefícios carreados para o município, reverteu essa situação negativa, deu a volta por cima e melhorou consideravelmente a sua gestão. A prova disso, é que Zé Carlos conseguiu eleger o seu sucessor. Portanto, a partir do dia 1º de janeiro de 2021, Gilbert será o prefeito de Rianápolis, tendo como vice, o ex-vereador Ferreira, que também é o atual vice de Zé Carlos.

DO TÚNEL DO TEMPO

No mês de dezembro de 1994, o médico pioneiro de Ceres, Dr. Domingos Mendes da Silva foi agraciado com o título de Cidadão Goiano pela Assembleia Legislativa do Estado de Goiás. Como mostra a foto de arquivo do JORNAL DO VALE, aparece o homenageado ladeado pela esposa Eudmeia (já falecida) e pelos deputados estaduais Luiz Bitencourt (autor da horaria) e Carlos Hassel Mendes da Silva, filho do homenageado. Lembrando que Dr. Domingos, morreu há 14 anos atrás, no dia 23 de novembro de 2006. WM

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Colunistas

Zé Alfredo Fleury

Publicados

em

Divisão de Acesso do Goianão 2021 é definida

Foi realizado nesta semana, o Conselho Técnico da Divisão de Acesso do Goianão 2021. Serão sete equipes na disputa do Divisão de Acesso do Campeonato. Os clubes confirmaram participação no conselho técnico realizado nesta segunda-feira (5) e que teve direção de André Pitta – Presidente da Federação Goiana de Futebol.

Clubes: Goiânia, Novo Horizonte, Anapolina, Inhumas, Goiatuba, Aparecida e Morrinhos.

Início – 3 de Outubro

Encerramento – 28 de Novembro

Regulamento: Teremos pontos corridos (turno e returno) na Divisão de Acesso. Cada clube vai realizar 12 jogos. Os dois primeiros colocados conquistam o acesso para elite do Campeonato Goiano 2022.

O último colocado será rebaixado para Terceira Divisão.

Os Clubes serão responsáveis pela realização de testes da Covid-19, porém a FGF vai buscar parcerias para ajudar com essas despesas. Em relação a presença de público nos jogos, é algo que será definido de acordo com a realidade da pandemia e com a permissão das autoridades sanitárias.

Não existirá limitação de idade para inscrição de jogadores.

A maioria dos clubes concordaram com cinco substituições por partida em três paradas durante os 90 minutos. Os Clubes liberaram as transmissões das partidas para as plataformas da Federação Goiana.

 

Brasil x Argentina fazem a final da Copa América

Depois de muita polêmica e envolvimento político, chegamos à final da Copa América 2020-2021. Isso mesmo, com duas datas justamente por conta da pandemia do Coronavírus que assola o planeta, fazendo com que as competições esportivas fossem adiadas e até mesmo canceladas. No início muito se falou sobre a realização do torneio, pois suas sedes iniciais que seriam Colômbia e Argentina declinaram da realização da competição, restando à Conmebol – Confederação Sul Americana de Futebol – socorrer ao Brasil, que de imediato aceitou o desafio. Como tudo tem virado polarização política no país, com a Copa América não foi diferente, os adeptos do Presidente Bolsonaro apoiando a realização, enquanto os críticos, ficaram contra, mas sem argumentos sólidos, haja vista as inúmeras competições acontecendo concomitantemente no país. Feita essa contextualização, vamos ao futebol.

Leia Também:  Luiz Claudio

Não se pode afirmar que foi um torneio com grandes apresentações ou que se viu um futebol de grande qualidade técnica ou tática. O Brasil sempre comandou suas partidas, sofrendo alguns momentos das partidas, tendo dificuldades ofensivas, mas transparecendo um domínio de jogo sobre seus adversários. Do outro lado a também finalista Argentina se parece muito com o Brasil, até mesmo nas atuações. Jogando muito mais com o peso da camisa, com a força de uma seleção bi campeã mundial, com os lampejos do seu craque principal – que merece o reconhecimento de estar fazendo uma excelente Copa América – e até mesmo uma certa teimosia de seu treinador Lionel Scaloni que insiste em deixar seu segundo melhor jogador Angel Di Maria no banco, parecendo até nisso com o time brasileiro, comandado por um superado e extremamente teimoso Tite, que mais parece tratar a Seleção Brasileira como domínio próprio do que como um patrimônio do povo.

É o maior clássico do mundo! Sim, ainda continua a ser. Essa afirmação deixa muitos fãs do futebol europeu contrariado, mas não há o que se discutir. Pode se dizer das estruturas nos países sul americanos, da desorganização de suas federações, da economia que é um problema maior que o futebol, mas o afeta diretamente, culminando no êxodo dos jogadores para a Europa, mas, contudo, todavia, porém… Brasil x Argentina é o maior jogo de futebol da terra! São 7 títulos mundiais em jogo, enquanto estamos acompanhando a final da Eurocopa no velho continente com no máximo 5. São 24 títulos de Copa América nessa final, Lionel Messi de um lado, Neymar de outro. São camisas pesadas que terão a oportunidade de mostrar que continuam melhores que os europeus, ao menos na técnica, na vontade e na garra em vencer. Neymar quer se firmar como craque mundial, pois nos últimos anos caiu em rendimento e nem mesmo nas eeições de melhor do mundo tem sido relacionado. Messi não precisa provar mais nada a ninguém. É o melhor jogador dos últimos anos, mas ainda sim carrega a sina de nunca ter vencido uma competição com a Albicleste. Vai ser jogão, vai ter emoção e vai ser uma prévia se algum time poderá quebrar a hegemonia europeia das últimas quatro Copas do mundo.

Leia Também:  Zé Alfredo Fleury

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA