Dicas de saúde com Dr. Fabiano Moura

Dr. Fabiano Moura

Publicados

Tive Covid e perdi o olfato. E agora?

A perda do olfato que pode acompanhar o coronavírus é única e diferente daquela experimentada por alguém com um forte resfriado ou gripe. Quando os pacientes com Covid-19 apresentam perda de olfato, ela tende a ser repentina e severa.

Geralmente não envolve nariz entupido, congestionado ou escorrendo. A maioria das pessoas com coronavírus ainda consegue respirar livremente. Outra coisa que os diferencia é sua contundente perda do paladar. Não é que seu paladar esteja um pouco prejudicado porque seu olfato está fora de ação. Pacientes com coronavírus que perderam o paladar realmente não conseguem distinguir entre amargo ou doce.

Os especialistas suspeitam que isso ocorre porque o vírus afeta as células nervosas diretamente envolvidas com a sensação de cheiro e paladar.

Os principais sintomas do coronavírus são: febre alta, tosse, perda de cheiro ou paladar. Se você tiver algum desses sintomas deve procurar imediatamente orientação médica. Se for confirmado Covid, iniciar o tratamento e em caso de perda de cheiro ou paladar iniciar tratamento específico para esse sintoma.

Leia Também:  Zé Alfredo Fleury

Qualquer pessoa com esses sintomas deve se auto isolar e fazer um teste para verificar se tem o vírus. Outros membros da família também devem se isolar para evitar uma possível disseminação.

As pessoas podem fazer seus próprios testes de cheiro e sabor em casa, usando produtos como café, alho, laranja ou limão e açúcar. Os sentidos do olfato e do paladar retornam em poucas semanas na maioria das pessoas que se recuperam do coronavírus.

Para tratamento da anosmia (perda do cheiro), além da medicação, orientamos fazer o “treinamento olfatório”. É como se fosse uma fisioterapia para reabilitar a olfação. Basta pegar quatro essências típicas ou a própria substância, por exemplo: eucalipto, rosa, limão e cravo da índia. Cheirar cada produto por mais ou menos 15 segundos em intervalos de 15 segundos. Fazer isso duas vezes ao dia. Observamos que com o passar do tempo uma substância que no início do tratamento não tinha cheiro, logo começa a apresentar seu odor característico.

Leia Também:  Zé Alfredo Fleury

Essas são as dicas do Dr. Fabiano Santana Moura. Otorrinolaringologista. Atende no Centro Clínico e Diagnóstico São Pio X. Telefone: 3307-1505. Whatsapp (62) 9962-6052

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Colunistas

Dr. Fabiano Moura

Publicados

em

Você tem nariz entupido?

Vou falar aqui de duas causas comuns de obstrução nasal: rinite e sinusite.

O termo sinusite vem de sinus, que são cavidades no nosso rosto ao lado do nariz (ou seios paranasais). “Ite” é o sufixo que denota inflamação. Então, sinusite é uma inflamação nos sinus. Ela pode acometer um ou mais dos quatro seios paranasais: maxilar, etmoidal, frontal e esfenoidal. Muitas vezes, instala-se como complicação de gripe, resfriado, rinite alérgica. Também pode ser causada pela exposição contínua ao ar condicionado ou, ainda, por irritações ambientais constantes – poluição atmosférica, trabalho em ambientes frios ou trabalho com inalantes irritantes.

Os sintomas mais comuns são o nariz entupido prolongadamente, secreção nasal abundante amarelada ou esverdeada. Pode dar febre, dores na face, dores de cabeça, mal-estar no corpo etc.

A sinusite aguda é uma doença que pode gerar uma série de complicações, tais como: sinusite crônica, abcesso periorbitário (inchaço significativo do olho, que ocorre quando a sinusite rompe a parede do olho e penetra dentro dele, levando a risco de perder a visão), abscesso cerebral e meningite.

Leia Também:  Dr. Fabiano Moura

Por que uma gripe vira sinusite? São as condições do organismo no período de infecção que favorecem ou não o aparecimento de complicações. O risco de a gripe virar sinusite diminui significativamente se o paciente se hidratar e se alimentar adequadamente, dar ao corpo o repouso necessário e cessar estímulos negativos como cigarro, ar condicionado, mudanças de temperatura e estresse.

Quando o assunto é a rinite, a causa mais comum é a alergia, principalmente ao ácaro. Os sintomas principais são: coçar o nariz, espirrar, obstrução nasal e coriza. É importante evitar o uso de tapete, carpete e cortinas, pois acumulam pó, que contém ácaros. Substituir o cobertor de lã pelo edredom. Evitar roupas de lã e dar preferência pelo algodão. Substituir a vassoura pelo aspirador de pó.

A rinite não é contagiosa, diferente da sinusite que pode passar de pessoa para pessoa.

Um erro muito comum dos pacientes é pingar gotas descongestionantes para desentupir o nariz, como neosoro e naridrin, sem orientação médica. Essas medicações possuem substâncias como a nafazolina, oximetazolina e fenoxazolina. Essas substâncias são vasoconstritores (fecham os vasos sanguíneos dos cornetos nasais) e realmente desentopem o nariz muito rápido, porém, causam dependência, e também causam a rinite medicamentosa. Com o passar do tempo, o nariz vai ficando mais inflamado e mais entupido do que antes. Pode também, causar aumento da frequência cardíaca, pressão arterial e causar arritmias.

Leia Também:  Dr. Fabiano Moura

Se você tem nariz entupido, o certo é procurar orientação de um médico otorrino para fazer o diagnóstico e tratamento correto. Cuide bem do seu nariz!!

Essas são as dicas do Dr. Fabiano Santana Moura. Otorrinolaringologista. Atende no Centro Clínico e Diagnóstico São Pio X. Fone: 3307 1505 Whatsapp 9962 6052.

.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA