Operação Aventura

Em Crixás, PF apura superfaturamento de até 300% em equipamentos médicos

Itens usados para combater a Covid-19 foram adquiridos com recursos da União. Os valores praticados superam em 100% e até 300% valores em média nacional

Publicados

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta quinta-feira (3) a Operação Aventura, que tem como objetivo investigar irregularidades na prestação de serviços de Saúde em Crxiás no Vale do São Patrício. Conforme as investigações, empresas de Crixás, Rubiataba, Aparecida de Goiânia, Alto Horizonte e Goiânia podem ter praticado sobrepreço de 100% a 300% em materiais hospitalares voltados ao combate à Covid-19. Ao todo 15 mandados de busca e apreensão estão sendo executados nos quatro municípios goianos.

Segundo a PF, Crixás recebeu R$ 4 milhões para combater a pandemia, recursos que podem não ter atingido a finalidade, visto que o custo dos aparelhos, controlado pelas mencionadas empresas, ficou acima da médica nacional, indicado pelo Painel de Contratações da Covid-19.

De acordo com a corporação, a fase da operação desencadeada hoje tem objetivo reunir indícios e provas dos crimes para confrontar os materiais com relatórios de fiscalização da Controladoria Geral da União (CGU), que também participa da operação. Com isso, pretende-se identificar atores e destinação de recursos supostamente desviados.

Leia Também:  PRF apreende droga escondida em tanque de combustível na BR 364; Vídeo

Os crimes investigados são fraude a procedimento licitatórios, dispensa indevida de licitações em procedimentos administrativo, desvio/ apropriação indevida de recursos públicos, corrupções ativa e passiva e associação criminosa.

No total, 70 agentes da PF e 10 da CGU conduzem a iniciativa. Aguarde mais informações.

Quem compara lê o JORNAL DO VALE – Um jornal a serviço da nossa região, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

PLANTÃO POLICIAL

Em Jataí, COD apreende carga de agrotóxicos avaliada em R$ 160 mil

O motorista contou aos policiais que receberia R$ 2 mil pelo transporte da carga

Publicados

em

Uma carga de agrotóxicos avaliada em R$ 160 mil foi apreendida na noite desta quinta-feira (14) em Jataí. Conforme informações do Comando de Operações de Divisas (COD), a equipe abordou um carro em rota interestadual, no trecho entre Goiás e Mato Grosso.

Na carroceria foram encontrados 160 quilos de agrotóxicos de origem chinesa e contrabandeados do Paraguai. O motorista do veículo disse que receberia R$ 2 mil para transportar a carga para o Mato Grosso.

Junto com os produtos apreendidos, o homem foi levado para Delegacia de Polícia Civil de Jataí para os procedimentos de praxe.

Quem compara lê o JORNAL DO VALE – Um jornal a serviço da nossa região, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Garoto de 5 anos morre após acidente na GO 338, em Pirenópolis
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA