Luiz Claudio

Publicados

Tá dominado
Com as vitórias de Rodrigo Pacheco (DEM) na presidência do Senado e de Arthur Lira (PP) na Câmara, o palácio do Planalto tem uma segunda chance de mostrar serviço e destravar matérias importantes para o presidente Jair Bolsonaro.

Cardápio
Reforma administrativa, Pacto federativo, PEC emergencial,  Reforma tributária e Privatizações, estão na pauta do Governo para o Congresso.

Sem pressa
Segundo o novo presidente da Câmara a prioridade nesse momento é a vacinação. Para Arthur Lira, os esforços das duas casas nesse momento é destravar e viabilizar mais vacinas.

Pacotão
Um dos primeiros atos de Arthur Lira na presidência foi a demissão de 500 servidores comissionados da Câmara dos Deputados.

Camarote
O ex-ministro Alexandre Baldy, o prefeito de Anápolis, Roberto Naves e o deputado federal Adriano do Baldy, companheiros de partido de Arthur Lira, estavam na badalada festa de comemoração.

Fair-play
Assim que foi anunciado como vitorioso na presidência do Senado, Rodrigo Pacheco, foi imediatamente cumprimentar a senadora Simone Tebet (MDB), sua adversária na disputa.

Tapa na mesa
Já o clima durante toda a eleição da Câmara foi de pura tensão entre os grupos de Artur Lira e Rodrigo Maia (DEM). Maia articulava a eleição de Baleia Rossi (MDB).

Pirro?
A vitória de Jair Bolsonaro com a eleição no Congresso foi incontestável e oportuna para o Governo. Mas quem conhece os corredores do poder em Brasília, sabe que com o Centrão não se brinca.

Fatura
Os partidos do Centrão devem indicar um nome para o Ministério da Cidadania e articulam também nomes para Saúde e Educação e a recriação de outros ministérios, como o da Indústria e Comércio e dos Esportes.

Racha
A posição do presidente nacional do Democratas, ACM Neto, em manter o partido neutro na eleição da Câmara, irritou o deputado Rodrigo Maia, que ameaça deixar o partido.

Agora ou nunca?
Cada vez mais citado como pré-candidato à presidência em 2022, Luciano Huck estava em conversas adiantadas para se filiar ao DEM. Muito próximo de Maia, o apresentador vai segurar um pouco mais a filiação.

14 ou 51?
Ainda sem partido, e sem conseguir viabilizar o Aliança, o presidente Jair Bolsonaro, deve definir em breve sua nova sigla. PTB e Patriota estão no radar do capitão.

Leia Também:  Luiz Cláudio

Boa ideia?
Segundo o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, se o presidente optar pelo Patriota, o PTB vai entrar na fila para indicar o vice de Jair Bolsonaro.

Por aqui
O Patriota em Goiás é presidido pelo publicitário Jorcelino Braga, que também é o secretário nacional da sigla. O partido em Goiás também tem um deputado federal, o ex-governador, Alcides Rodrigues.

De olho em 22
O governador Ronaldo Caiado, disse à Folha de São Paulo, que defende o apoio do Democratas a reeleição de Jair Bolsonaro. Caiado reforçou a declaração de ACM Neto, de que o DEM não descarta apoiar o presidente em 2022.

Bom para vice
Após as declarações de Ronaldo Caiado e ACM Neto, o nomes dos dois  Democratas já começaram a ser lembrados como possíveis vices de Bolsonaro.

Bloco na rua
As articulações para 2022 começam a esquentar nos bastidores e Fernando Haddad (PT), segundo colocado em 2018, já vai botar o bloco na rua. Segundo Haddad, o pedido foi feito pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O cara
Em recente entrevista, o marqueteiro João Santana, opinou que para ele, Ciro Gomes (PDT), é hoje o melhor nome para enfrentar Jair Bolsonaro. Santana foi o coordenador da campanha de reeleição de Lula e das duas campanhas de Dilma Rousseff.

Empolgou
O governador de São Paulo, João Dória  (PSDB), tem tido avaliação superior ao do presidente Jair Bolsonaro, quando o assunto é a vacina para Covid-19. Dória trabalha para ser o candidato tucano à presidência da república.

Mais um
Hábil articulador  o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, tem ventilado o nome do prefeito reeleito de Belo Horizonte, Alexandre Calil. O PSD de Kassab e Kalil foi um dos partidos que mais cresceram nas últimas eleições e sonha com vôos maiores.

Mineiro
Mineiro, mas nada discreto,  Alexandre  Kalil, foi reeleito em BH no primeiro turno com mais de 63% dos votos. Kalil já presidiu o Clube Atlético Mineiro e levou o Galo a importantes títulos.

Leia Também:  Zé Alfredo Fleury

Começou
Com a presença dos ex-governadores Marconi Perillo e José Eliton, do presidente da sigla Jânio Darrot e os deputados estaduais do partido, o PSDB de Goiás fez reunião para tratar das eleições de 2022.

Federal
Na reunião tucana, Marconi Perillo informou que será candidato a deputado federal, e Jânio Darrot foi citado como pré-candidato a governador. José Eliton deve ser o próximo presidente do PSDB goiano.

É estadual
O deputado estadual Talles Barreto (PSDB) esclareceu que é sim candidato  a reeleição. Talles está em seu terceiro mandato na Assembleia Legislativa e está ampliando suas bases no interior.

Ainda cedo
Daniel Vilela, presidente do MDB em Goiás tem dito que é muito cedo para qualquer definição sobre as eleições estaduais. Para Daniel, 2021 será dedicado a agenda partidária, principalmente no interior, e qualquer decisão agora seria totalmente extemporânea.

Nome natural
Dentro do MDB Daniel Vilela é tido como candidato natural do partido para Governador nas próximas eleições. Prefeito reeleito de Aparecida, Gustavo Mendanha, também é outro nome lembrado no partido.

Base ampliada
Enquanto isso o governador Ronaldo Caiado, trabalha forte para ampliar sua base aliada para 2022. Solidariedade, PSB, PSD, e claro MDB estão no radar palaciano.

Crescendo
O Solidariedade caminha para compor com o Governo e deverá assumir a Secretaria de Esportes. Se depender do presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira, o seu partido o PSB, também fica com o Caiado.

Na mira
Também na mira do Governo, o PSD já recebeu vários convites para ocupar espaços no Governo. O senador Vanderlan Cardoso é o principal elo entre o governador Ronaldo Caiado e o partido.

Do Vale
Renato de Castro, ex-prefeito de Goianésia, vai assumir a presidência da CODEGO. Ex-prefeito de Jaraguá, Lineu Olímpio, já tomou posse como presidente do CEASA.

# Três Toques (Para ficar em casa o máximo que puder)
Uma série: Lupin ( Netflix)
Um livro: Uma terra prometida – Barack Obama
Um filme: Brooklyn sem pai nem mãe (HBO)

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Colunistas

Luiz Cláudio

Publicados

em

MDB com Caiado

O MDB goiano oficializou na sexta-feira (17), o apoio à reeleição do Governador Ronaldo Caiado em 2022. O anúncio foi feito após consulta aos diretórios e comissões municipais.

 

Vice

A expectativa do partido, e que o presidente estadual, Daniel Vilela, seja confirmado como companheiro de chapa de Ronaldo Caiado.

 

Tô fora

Possível nome do MDB na disputa, Gustavo Mendanha, prefeito de Aparecida de Goiânia, foi radicalmente contra a decisão do partido. Gustavo deve deixar em breve a sigla e estudar uma nova filiação em um partido de oposição a Caiado.

 

Descontentes

A chegada do MDB a base de Caiado e já com a possibilidade de Daniel Vilela ser o vice, deixou vários aliados com pé atrás. Entre eles, Adib Elias, Lissauer Vieira, Renato de Castro e Vanderlan Cardoso.

 

E o Senado?

Se confirmada a Vice para o MDB, a disputa se voltará para a outra vaga majoritária que é a de Senador. Vale lembrar que em 22 só há uma vaga em disputa.

 

Eramos seis

Por enquanto estão na disputa da cobiçada vaga da base ao Senado os seguintes nomes: Alexandre Baldy (PP); Delegado Valdir (PSL); Henrique Meirelles (PSD); João Campos (PRB); Luiz do Carmo (MDB) e Wilder Morais (PSC).

Leia Também:  Coluna Social

JORNAL DO VALE – Muito mais que um jornal, desde 1975 – www.jornaldovale.com

Siga nosso Instagram – @jornaldovale_ceres

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a redação do JORNAL DO VALE, através do WhatsApp (62) 98504-9192

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

VALE SÃO PATRÍCIO

PLANTÃO POLICIAL

ACIDENTE

POLÍTICA

MAIS LIDAS DA SEMANA